sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Criada norma técnica para o setor de hospedagem

Foi lançada na última quinta-feira, dia 29 de setembro, a Norma Técnica ABNT NBR 16534:2016 - Meios de hospedagem - Indicadores para o Sistema de Gestão da Sustentabilidade, na 44ª Edição da ABAV – Expo Internacional de Turismo, durante a palestra “2017 - Ano do Turismo Sustentável”, no Expo Center Norte (Espaço Arena Gestão), em São Paulo. A norma especifica exemplos de indicadores para um sistema de gestão da sustentabilidade em meios de hospedagem, que permite o monitoramento e o registro dos resultados dos impactos ambientais, socioculturais e econômicos significativos.
Alinhado as práticas sustentáveis, o Sebrae/RJ desenvolve há três anos, nos municípios de Angra dos Reis, Búzios, Paraty e na cidade do Rio de Janeiro, o projeto Gestão Turística e Sustentável dos Meios de Hospedagem. Atualmente, 20 micro e pequenas empresas do participam do processo de implantação do sistema de gestão da sustentabilidade em seus estabelecimentos. “A implantação da norma auxilia a redução dos custos e aumenta a lucratividade dos pequenos negócios”, afirma a analista do Sebrae/RJ, Vanessa Cohen.

A Norma foi publicada pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) no último dia 6 de setembro. Para obter mais informações sobre o Convênio ABNT-Sebrae ou caso tenha dúvidas sobre Normas Técnicas, entre em contato com a equipe do CIT (Centro de Informação Tecnológica e para Negócios) pelo telefone (11) 3017-3645 / 3017-3646 cit@abnt.org.br

Projeto O Sul é Meu Destino será lançado no Festuris

Um projeto que promete fomentar o turismo no Sul do Brasil está sendo formatado há alguns meses e terá lançamento oficial no Festuris Gramado 2016. Trata-se do projeto O Sul é Meu Destino que terá a participação de representantes dos Conventions Visitors Bureau do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e do Beto Carrero World.
O Sul é Meu Destino é um programa de turismo integrado com rotas que incluem aéreo e rodoviário, a ser comercializado pelas principais operadoras do país. O lançamento oficial vai acontecer durante a edição de 2016, da Feira Internacional de Turismo.
Em visita ao escritório da Rossi & Zorzanello, em Gramado, o presidente do Beto Carrrero World, Rogério Siqueira,  reuniu-se com os diretores do Festuris, Marta Rossi e Marcus Vinícius Rossi, para falar sobre detalhes do projeto. O foco principal é integrar a região Sul como produto formatado, trazendo junto os principais destinos emissores da região para comercialização nacional e na América Latina.
A Feira Internacional de Turismo, evento idealizado e organizado há 28 anos pela empresa Rossi & Zorzanello, ocorre em Gramado de 3 a 6 de novembro reunindo milhares de profissionais do Brasil e exterior ligados ao turismo. São esperadas pelo menos 14 mil pessoas para a feira de negócios que terá a participação de mais de 2 mil marcas distribuídas em 22 mil metros quadrados no Serra Park. A programação conta ainda com o Congresso no Palácio dos Festivais. Mais informações e inscrições no site: www.festurisgramado.com.

Na foto, a Gerente Comercial Festuris, Andrea Oliveira, o presidente do Beto Carrrero World, Rogério Siqueira, e os diretores do Festuris Gramado, Marta Rossi e Marcus Vinícius Rossi.

Jacó Gimennes recebe o presidente da Embratur

NA 44ª ABAV Expo Internacional do Turismo, no Expo Center Norte - SP, o Presidente da Paraná Turismo, Professor Jacó Gimennes, realiza importantes contatos e conversações para destacar o turismo paranaense no grande cenário nacional e internacional.
Um dos encontros mais importantes foi com Vinicius Lummertz, catarinense que presidente a Embratur. Lummertz vem realizando um forte trabalho para aprimorar a divulgação e promoção do turismo do Sul não só no País mas também nos países da América do Sul.
Jacó Gimennes deve ir nos próximos dias a Brasília para estabelecer as prioridades nesta parceria efetiva com a Embratur.
“Vivemos um momento muito positivo para o nosso turismo. O balanço dos 21 meses de gestão na Paraná Turismo é muito otimista e de resultados", lembrou. E acrescentou Gimennes: "As expectativas são no sentido que o Destino Turístico Paraná será reconhecido, no mercado nacional e internacional, por sua qualidade, inovações e inteligência, com base na melhoria contínua da competitividade da sua oferta, valorizando e respeitando as características e diferenciais para gerar valor e experiências positivas. Isso só se reforçará e será ampliado com parcerias com a Embratur e o Ministério do Turismo", sublinhou o Presidente da Paraná Turismo.
No estande dedicado ao Turismo do Paraná, além da promoção permanente das 14 Regiões Turísticas, o Estado destacou os atrativos da Ilha do Mel (Litoral) e Prudentópolis, com as suas maravilhas cachoeiras e o belíssimo Salto São João.

Nas fotos, Jacó Gimennes com Vinicius Lummertz e a visita do Ministro Interino do Turismo Alberto Alves no estande da Paraná Turismo e a concorrida degustação do barreado, prato típico da gastronomia paranaense.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Na Oktoberfest, turistas terão aulas sobre cerveja

Este é um ano importante para a cerveja artesanal no Brasil, segundo especialistas cervejeiros. Com o crescimento na produção, a maior procura pelo público e a marca de 400 cervejarias abertas no país, mais pessoas buscam expandir o conhecimento no assunto. Turistas que visitarão Blumenau (SC) para a maior festa alemã das Américas, a Oktoberfest, poderão participar de minicursos de produção e degustação cervejeira que terão até duas horas de duração. As aulas serão oferecidas pela Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM) durante 14 dias do período da festa.
Os interessados em saber mais sobre degustação terão que dedicar cerca de uma hora do dia para aprender sobre o assunto. O minicurso será ministrado entre os dias 5 e 22 de outubro, com exceção dos domingos. No conteúdo programático está prevista a abordagem da história da bebida, tipos de fermentação, estilos, escolas e a degustação de quatro rótulos do Vale da Cerveja.
Já o minicurso de Produção Cervejeira terá em média duas horas de duração e será oferecido nos dias 8, 12, 15 e 22 de outubro. Os estudantes irão aprender detalhes do início da produção, entender a fermentação, quais são os estilos e as escolas, os ingredientes ideais, as técnicas de fabricação e poderão praticar a produção em panela.
Os minicursos de Oktoberfest chegam à 3ª edição neste ano para atender a demanda de moradores de todos os estados do Brasil e da América Latina, interessados em aprender mais sobre cerveja de maneira intensiva e rápida e que não possuem agenda livre para participar dos cursos oferecidos durante o período letivo. Cerca de 500 estudantes participaram das primeiras edições. “A expectativa é de que o número cresça ainda mais nos próximos anos em função da grande procura por informações no universo cervejeiro e a expansão do setor econômico no Brasil”, afirma o diretor geral da Escola, Carlo Enrico Bressiani.
Para facilitar o deslocamento dos estudantes, nos dias 8, 12, 15 e 22 de outubro, haverá transporte gratuito até a Escola Superior de Cerveja e Malte com saída da Vila Germânica, sede da Oktoberfest. A instituição também será destino de turistas que embarcarem nos roteiros propostos pelo Vale da Cerveja. “O tour percorre os dois mil metros quadrados de área da ESCM, que passa pelo laboratório de fabricação cervejeira, homebrewer, o laboratório de degustação concebido como brewpub, as salas de aula e a biblioteca”, completa.

As inscrições para os cursos de férias e o agendamento de visitas podem ser feitos através do site da ESCM ou do telefone (47) 3380-5200.

Começa em São Paulo a 44ª ABAV Expo

Teve início nesta quarta-feira (28), em São Paulo, a 44ª ABAV Expo Internacional de Turismo, mais importante feira do setor no Brasil. Nesta edição, a Bahia é o destino anfitrião e mostrará, em seu estande de 400 m², uma réplica do Pelourinho, além de destacar o carnaval, São João e o turismo religioso. O ministro interino do Turismo, Alberto Alves, participou da cerimônia de abertura e apresentou a nova campanha publicitária da Pasta.
O filme da nova campanha tem como tema Viva de Perto, com o objetivo de incentivar o turismo nacional após a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Está previsto, ainda, o lançamento do Guia “Dicas para atender bem o turista idoso” produzido pela Pasta e destinado aos prestadores de serviço do setor.
“O turismo precisa continuar sendo o segmento da economia que gera emprego e renda para ajudar a resolver as desigualdades regionais. E após esses grandes eventos precisamos trabalhar para consolidar o turismo dentro e fora do país”, afirmou o ministro interino do Turismo, Alberto Alves.
Ainda durante a sua fala, o ministro levou ao público uma mensagem do presidente da República, Michel Temer, reforçando a importância do setor para a economia do país. “No nosso governo, o Turismo tem papel fundamental na agenda econômica. Hoje, o setor faz parte do comitê que discute as pautas estratégicas para geração de emprego e renda no país. Tenho certeza de que todos que estão aqui presentes podem contribuir, e muito, para o desenvolvimento e para a retomada do crescimento do país”.
Durante os três dias do evento, que termina na sexta-feira (30), estão previstas ainda apresentações culturais, palestras e mesas redondas com diferentes temas de interesse do setor como turismo religioso, economia criativa, tendências de mercado, segurança, novos roteiros e o legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

O presidente da ABAV, Edmar Bull, aproveitou a cerimônia de abertura para fazer um agradecimento público ao ministro sobre a redução do imposto de renda sobre a remessa para o exterior. “Obrigado ao Ministério do Turismo que nos ajudou muito na lei de redução de 25% para 6% do imposto de renda sobre as remessas para o exterior. Também é importante ressaltar que o ministro tem sido um importante aliado na defesa do nosso segmento, em outras pautas de interesse do turismo”, concluiu.

Turismo de SC ganha planejamento estratégico

Com foco no potencial de cada região e alinhado às tendências mundiais, o planejamento estratégico do turismo em Santa Catarina até 2022 foi apresentado na última segunda-feira (26), em Florianópolis. A Rota Estratégica traçada pela Fecomércio SC, Fiesc e Sebrae busca a consolidação de Santa Catarina como destino turístico inteligente. O setor é um dos vetores fundamentais da economia catarinense e responde hoje por 127 mil empregos, diretos ou indiretos.
De acordo com o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt, se hoje o setor representa cerca de 12% da geração da riqueza em SC, nos próximos anos poderá se tornar ainda mais estratégico para o desenvolvimento do estado. “Nosso olhar está voltado para o futuro. Entendemos que é hora de criar um ambiente favorável para que a atividade se consolide de forma sustentável e competitiva, com mão de obra qualificada, gestão profissional e a cadeia produtiva caminhado com os mesmos propósitos. Temos doze regiões turísticas com vocações e particularidades diferentes para dinamizar nossa economia, do litoral ao oeste e de norte a sul”, afirma.
Conforme o presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, os avanços da vocação turística de Santa Catarina podem beneficiar também os demais setores: “O desenvolvimento estadual passa pela integração e pelo uso das potencialidades catarinenses e é com esta posição que estamos construindo uma rota mais competitiva para o setor”.
O ciclo virtuoso na economia também é destacado pelo superintendente do SEBRAE-SC, Carlos Guilherme Zigelli. “É um projeto consistente, realista e maduro. Não podemos desperdiçar esse conhecimento e precisamos juntos com as autoridades e o setor fortalecer o turismo catarinense”, afirmou.
O estudo defende a valorização e o fortalecimento de 12 regiões turísticas catarinenses: Caminho dos Canyons, Caminho dos Príncipes, Caminhos da Fronteira, Caminhos do Alto Vale, Costa Verde & Mar, Encantos do Sul, Grande Florianópolis, Grande Oeste, Serra Catarinense, Vale das Águas, Vale do Contestado e Vale Europeu.
Em cada região foi realizado um mapeamento que mostra a situação atual do turismo e o potencial em cinco macrossegmentos: Turismo de Orla; Parques Temáticos; Regiões Históricas e Turísticas; Turismo em Áreas Naturais e MICE (sigla em inglês para encontros, incentivos, conferências e feiras). A partir disso foram definidas 503 ações de curto, médio e longo prazo.
A expectativa é pautar o turismo em dois pilares: destino turístico inteligente e benefícios desses destinos. O primeiro se dá pela aplicação de novas tecnologias de informação e pelo desenvolvimento turístico sustentável. O segundo busca promover um ambiente inovador, experiências turísticas para os consumidores e qualidade de vida para os moradores.

Diante de um cenário em que os consumidores estão mais exigentes e conectados, as informações de fontes 'informais' são vistas como mais relevantes do que as formais. O compartilhamento de experiências na internet e redes sociais tem influenciado o comportamento dos consumidores, que levam cada vez mais em conta as recomendações de outras pessoas antes de decidir a viagem.

Trade destaca desafios para o setor crescer

O Dia Mundial do Turismo foi comemorado no último dia 27, e o Ministério do Turismo celebra a ocasião com uma cerimônia em Brasília. Neste ano, a data é dedicada ao tema “Turismo para Todos: promover a Acessibilidade Universal”. Alinhado ao assunto, o ministro interino Alberto Alves lançará, durante a cerimônia, um vídeo sobre acessibilidade e inclusão no turismo. Entre os convidados para o evento estão a atleta paralímpica do Tiro com Arco, Jane Karla, a secretária especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Justiça, Rosinha da Adefal, e o diretor executivo da Organização Mundial do Turismo, Márcio Favilla.
O turismo é considerado uma das atividades econômicas mais importantes do mundo contemporâneo. Em levantamento feito pelo OMT, entre os anos de 2005 e 2013, constatou-se um crescimento anual médio de 3,8% do setor. Em 2005, o número de chegadas de turistas era de 807 milhões em todo o mundo, saltando para mais de 1 bilhão em 2013. A estimativa é que esse número supere o valor de 1,4 bilhão em 2020 e 1,8 bilhão em 2030. Por contar com ótima infraestrutura interna, ampla divulgação e enorme variedade de pontos de visitação, a Europa é o continente que mais recebe desembarques de turistas. Ao todo, os países europeus concentram cerca de 57,35% de turistas contra 16,27% da Ásia e Pacífico, 13,52% da América do Norte, 3,85% da África, 3,6% da América Central e Caribe e 2,26% da América do Sul.

No Brasil, é a atividade do setor terciário da economia que mais cresce. Eventos com a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas do Rio de 2016 ajudaram nesta expansão, porém, o país ainda apresenta números pequenos em relação a real potencialidade que pode ser explorada. No entanto, a tendência é que, para as próximas décadas, o setor cresça acima da média mundial.

Fórum reunirá cases de sucesso em Porto Alegre

Entre os dias 17 a 20 de novembro ocorre no Hotel Everest, em Porto Alegre, a XXVIII CONFAM (Convenção Nacional da Federação das Associações das Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil). O evento acontece anualmente e é promovido pela BPW  Porto Alegre (Business and Professional Women) e reunirá mulheres de todos Brasil como presidentes locais, coordenadoras, associadas à BPW, assim como toda diretoria nacional. A presidente internacional da BPW, Yasmin Darwich, estará presente no evento em Porto Alegre. 
O evento tem como objetivo reunir as associadas de todo Brasil promovendo aprendizados e discussões relevantes que possam fortalecer a associação. Para a presidente da BPW de Porto Alegre, Silvana Bastian, “as expectativas para o evento são grandes, pois estarão mobilizadas associadas de todo o Brasil. Temos como prioridade participar desse encontro anual que é uma grande oportunidade de reencontro. A BPW existe há mais de 86 anos e a competência e comprometimento dessas mulheres que investem seu tempo e oferecem expertise para a continuidade do legado fez com que a entidade se espalhasse por mais de 100 países".
A novidade deste ano no encontro nacional será o I Fórum BPW Porto Alegre – “Mulheres e os novos paradigmas de mercado”. O Fórum acontece no mesmo local e reunirá um time de palestrantes atuantes no mercado que compartilhará experiências em negócios e na administração das suas equipes. “Reativamos a BPW Porto Alegre em agosto de 2015 e enxergamos uma grande oportunidade para apresentá-la às mulheres de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul. Por isso, decidimos fazer um evento concomitante à CONFAM, aberto ao público que é o I Fórum BPW Porto Alegre”, ressalta Silvana Bastian.
A empresária Marta Rossi será uma das palestrante no dia 17 e irá compartilhar seu case de sucesso através da empresa Rossi & Zorzanello, empresa idealizadora de eventos de grande sucesso como FESTURIS Gramado - Feira Internacional de Turismo e Chocofest.

Ao todo serão 12 palestras com cases que focam a harmonia em novas atitudes, novos comportamentos e novos resultados. Além da empresária Marta Rossi, farão parte do Fórum um time com Nelson Bitencourt, Simone Leite, Iva Cardinal, Samanta Shoörnadie, Lisiane Szeckir, Eduardo Meira, Adriane Hilbig, Adriane Laste, Audrey Zago, Lígia Neri entre outros nomes.

Festival das Cataratas já tem data definida para 2017

Em 2017, ano em que a Organização das Nações Unidas (ONU) celebra o "Ano do Turismo Sustentável", o Festival das Cataratas será realizado nos dias 28, 29 e 30 de junho. Como local, está mantido o Rafain Palace Hotel & Convention.
A data foi definida após reunião entre os organizadores e parceiros do maior evento fixo de Foz do Iguaçu e o segundo maior de turismo da região Sul. As datas iniciais eram 21, 22 e 23 de junho, mas a alteração foi necessária por um conflito de datas.
Em 2016, 7.043 pessoas participaram do Festival, representando todos os Estados brasileiros e outros 12 países, um volume 12% maior em relação a 2015. A Feira de Turismo e Negócios, também ampliou seu espaço em 18% comparado ao ano passado.
Já consolidado como um dos maiores eventos técnico-científicos do setor, o Fórum Internacional de Turismo do Iguassu reuniu 1.155 estudantes de todo o Brasil. O evento bateu recorde no número de participantes e trabalhos submetidos (264) de sua história. Para 2017, o tema já está definido: "Turismo e Cidades Criativas".
A responsabilidade socioambiental sempre foi uma característica marcante do Festival. Por isso, desde 2012 o evento compensa suas emissões de gases poluentes - provenientes de atividades como montagem e desmontagem das estruturas do evento, uso de água e energia, e as viagens dos participantes - resultando no selo "Evento Sustentável".
A ação fez com que que o Festival recebesse o Selo ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) - Qualidade de Vida e Respeito ao Meio Ambiente e integrasse uma comissão que tem como objetivo articular e mobilizar ações em prol dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Foz do Iguaçu.

Assim como em outras edições, em 2016 o Festival promoveu a Feira de Turismo e Negócios, além de novidades como o 1º Salão Brasileiro de Turismo Termal & Spa, o 1º Salão do Vinho Argentino e o Hackatour Cataratas, uma maratona de programação de software. A programação ainda contou com o Salão de Turismo de Compras, Salão Adventure Cataratas, Salão E-Marketing Cataratas, Expo Hotel Cataratas, Salão de Turismo Cultural e Espiritualidade, Salão Mice Cataratas e uma Mostra Regional de Produtos Sustentáveis.

Paraná comemora o Dia Mundial do Turismo

Face à necessidade de atualização do Plano de Turismo do Estado, no ano em que se comemora o Centenário Paranaense do Turismo, o CEPATUR - Conselho Paranaense de Turismo, lançou na última terça-feira, data comemorativa ao Dia Mundial do Turismo (27.09), em café da amanhã na Fecomércio-PR – que contou com a presença do Governador Beto Richa, autoridades e mais de 100 lideranças do trade turístico – o Paraná Turístico 2016 – Pacto para um Destino Inteligente.
Concebido no âmbito do CEPATUR por proposta de gestão da SEET – Secretaria do Esporte e do Turismo e pela Paraná Turismo, o Plano Decenal foi estruturado por uma Comissão Técnica integrada pelos parceiros Sebrae, UFPR, Fecomércio e Paraná Turismo.
Como produto de um processo de construção conjunta e pactuada entre o poder público, iniciativa privada e a sociedade civil do Estado e das 14 regiões turísticas, o documento segue a Política de Turismo do Paraná (Lei nº 15.973/2008), e se constitui em instrumento estratégico, participativo e direcionador de esforços, em longo prazo, com a visão de futuro desafiadora, objetivos, estratégias, macroprogramas e metas a serem atingidos, a partir de uma gestão voltada a promover uma mudança no turismo paranaense, no horizonte temporal de 2016 a 2026.
“O estudo que construiu o Paraná Turístico 2026 é baseado nos princípios da sustentabilidade, no alinhamento institucional, em orçamentos complementares, em comunicação interna e externa eficazes, e sobretudo, no uso racional do nosso patrimônio, estabelecendo um Pacto para que tenhamos a cada dia um destino turístico mais inteligente”, destacou o secretário Douglas Fabrício.
O Governador Beto Richa lembrou que “a elaboração do Paraná Turístico teve princípio em eixos estratégicos, da sustentabilidade, competitividade e regionalização”. E confessou que o encontro com as principais lideranças turísticas do Paraná “é uma oportunidade renovada para ouvir sugestões, reivindicações e propostas para que eu forme o meu juízo e convicção em relação às verdadeiras necessidades deste segmento tão importante para o estado”.
Para o Presidente da Paraná Turismo, Professor Jacó Gimennes, “o Paraná Turístico 2026 está alicerçado nos Destinos Paraná com o tripé estratégico: Curitiba, como destino inteligente; Foz do Iguaçu, como destino internacional e referência para o nosso turismo; e os destinos emergentes, a serem integrados pelos municípios que se destacarem no processo de turistificação”. Ele destacou que “hoje vivemos um divisor histórico onde juntaremos o que de melhor foi feito com a disposição do melhor que faremos neste pacto pelo Paraná”.
As expectativas são no sentido que o Destino Turístico Paraná será reconhecido, no mercado nacional e internacional, por sua qualidade, inovações e inteligência, com base na melhoria contínua da competitividade da sua oferta, valorizando e respeitando as características e diferenciais para gerar valor e experiências positivas.
Já a Diretora Técnica da Paraná Turismo, Deise Bezerra, coordenadora dos trabalhos, explicou que “o plano estará alicerçado no capital humano qualificado, na modernização pública e privada, no uso adequado das tecnologias de informação e comunicação, na excelência ambiental e cultural e na governança colaborativa e pactuada pelos atores locais; com o turismo posicionado como atividade econômica estratégica e sustentável, promotora da qualidade de vida de seus habitantes”.

Participaram também do lançamento do Masterplan – Paraná Turístico 2026, o Reitor da Universidade Federal do Paraná, Zaki Akel Sobrinho; O Presidente da Fecomércio-PR, Darci Piana e o Diretor do Sebrae Vitor Tioqueta.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Embratur comemora os seus 50 anos

Com 50 anos de existência, a história da Embratur se confunde com a própria história do desenvolvimento do turismo no Brasil. Criada em 1966, a Embratur encontrou um país com pouca estrutura turística e baixo índice de cultura voltada ao turismo. Naquele ano, o Brasil recebeu 133 mil turistas #estrangeiros. Em 2015, chegamos a 6,3 milhões de turistas estrangeiros visitando o Brasil com uma geração de 5,8 bilhões de recita cambial. Parabéns à todas e todos que fazem e fizeram parte dessa história! Parabéns à Embratur.

Festuris vai debater integração das fronteiras

Um dos temas mais importantes e que pauta as reuniões entre as autoridades turísticas atualmente é a Integração das Fronteiras, nos países do Mercosul, para fomentar o turismo no continente sul-americano. Em novembro, durante o FESTURIS Gramado - Feira Internacional de Turismo, evento que ocorre de 3 a 6 de novembro, este tema será amplamente abordado no Congresso, inclusive com o lançamento da Rota dos Jesuítas.
O ministro do Turismo da Argentina, Gustavo Santos, já confirmou que estará em Gramado para debater o tema e falar sobre o trabalho em conjunto para formatar e vender o produto para o mercado internacional, agregando valor e renda aos países.
Outra presença importante confirmada é a do presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, que estará em Gramado. Ele confirmou a participação na feira durante encontro com os diretores do FESTURIS, Marta Rossi e Eduardo Zorzanello, em Brasília, na semana passada. Segundo Lummertz, que falará sobre Integração das Fronteiras Potencializando a Economia Compartilhada, o número de turistas estrangeiros no país está maior desde janeiro. “Este número poderia ser maior se a isenção do visto fosse estendida no Brasil, como fez a Argentina. Um exemplo é o caso da Cataratas. O lado argentino recebe milhares de visitantes internacionais porque o país vizinho já tomou esta medida”, destaca.
O Brasil recebeu nos seis primeiros meses do ano 7% a mais de gastos de visitantes internacionais. Os números do segundo semestre tendem a ser melhores por três motivos: os Jogos Olímpicos, fim do visto de entrada para EUA, Canadá, Japão, Austrália (no período Olímpico), além da alta temporada com início em meados de novembro.
Outro exemplo de como a integração entre fronteiras poderia ser favorável ao Brasil é o caso de Gramado. Do volume total de turistas que visitam a cidade, apenas 3% são argentinos, um número baixo pela proximidade entre o país e o Rio Grande do Sul.
“Tanto na área do intercâmbio do chamado turismo social, quanto em questões como a busca conjunta de turistas de mercados longínquos (como a China), ou ainda na quebra de barreiras do visto de entrada, em regiões de fronteira compartilhada (Foz do Iguaçu, por exemplo), Brasil e Argentina devem caminhar juntos”, fala Lummertz que, afirmou ainda, que é preciso buscar fontes alternativas de receita para impulsionar o turismo internacional no Brasil.
Esta provocação e o debate sobre o tema irão pautar a abertura do Congresso do FESTURIS em Gramado, na manhã do dia 4 de novembro, no Palácio dos Festivais. As principais autoridades do turismo na América do Sul estarão presentes para debater a importante demanda de consumidores internacionais.

Na agenda em Brasília, os diretores do FESTURIS também se reuniram com o diretor do Ministério do Turismo, Márcio Nascimento juntamente com seu assessor, Caio Franco onde entregaram o convite e puderam selar parcerias. Entre os compromissos ocorreu encontro na Embaixada da Argentina com Maria Júlia Lorenzo onde a comitiva do FESTURIS apresentou a feira de 2016.

Sobem gastos de brasileiros no exterior

Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 1,2 bilhão em agosto e, com isso, registraram pequeno crescimento de 2,3% em relação ao mesmo mês do ano passado – quando totalizaram US$ 1,26 bilhão. Os números foram divulgados pelo Banco Central nesta segunda-feira (26). Foi a primeira vez desde janeiro de 2015 que as despesas de brasileiros no exterior cresceram nesse tipo de comparação, com o mesmo mês do ano anterior. Já no acumulado dos oito primeiros meses deste ano, os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 9,18 bilhões. Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando as despesas lá fora ficaram em US$ 12,87 bilhões, a queda foi de 28,6%.
A conta de viagens internacionais registrou despesas líquidas de US$ 690 milhões, recuo de 16,5%, na mesma base de comparação. As receitas com viagens cresceram US$166 milhões, incremento de 38,1%, impactadas pelos gastos dos turistas estrangeiros durante as olimpíadas do Rio de Janeiro, enquanto as despesas de turistas brasileiros no exterior avançaram 2,3% comparados a agosto do ano passado.  No acumulado de janeiro a agosto deste ano, o percentual de aumento dos gastos dos estrangeiros no país é de 9,78% e o volume de gastos de US$ 4,2 bilhões “Esse aumento da receita cambial turística no mês de realização da Olimpíada confirma a nossa expectativa de que o evento foi um sucesso e teve um impacto extremamente positivo para a imagem e para a economia do Brasil”, comenta o ministro interino do Turismo, Alberto Alves.
O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, disse à Agência Brasil que essa foi a primeira vez que houve crescimento dos gastos na comparação anual desde janeiro de 2015. Neste mês, até a última quinta-feira (22), os gastos chegaram a US$ 973 milhões. Ainda segundo ele, se essas despesas continuarem nesse ritmo de crescimento, a expansão em relação a setembro de 2015 será de 8,1%.

De acordo com Maciel, a taxa de câmbio, que chegou a superar R$ 4 no início do ano e agora está em torno de R$ 3,20, foi um fator determinante para a expansão dos gastos no exterior. “A taxa de câmbio determina grande parte dos custos lá fora, como hospedagem, transporte”, disse.

Cidades com alto grau de desenvolvimento turístico

Um amplo estudo sobre turismo foi realizado pela Federação das Indústrias de Santa Catarina - Fiesc em parceria com a Fecomercio e o Sebrae para medir o grau de desenvolvimento turístico em 184 municípios catarinenses. Uma das conclusões obtidas pelo estudo é que o desenvolvimento do turismo no Estado depende de profissionalização e investimento em tecnologia.
Dos municípios analisados, só seis são considerados de alto grau de desenvolvimento turístico: Bombinhas (foto), Florianópolis, Balneário Camboriú, Itapema, Joinville e Blumenau. O dado foi obtido por meio de uma média ponderada feita com base em indicadores do Ministério do Turismo, e leva em conta quantidade de empregos, estabelecimentos, visitas nacionais e internacionais.
“O turismo em Santa Catarina possui um imenso potencial, e temos boas iniciativas, mas isoladas e espontâneas. É preciso valorizar o setor”, afirma Glauco José Côrte, presidente da Fiesc. 

Bombinhas se destacou no estudo, mas ainda tem potenciais a desenvolver em diversos setores, e precisa de mais investimento em tecnologia e capacitação, porém a qualidade na prestação de serviços é um diferencial fundamental. Para a Fecomércio SC, é importante que o turismo não dependa apenas de uma época do ano.

Sebrae aposta em startups para "reavivar" turismo

O Sebrae quer incorporar a inovação das startups no Turismo. Enquanto se para atuar em 2017 com as Cidades Inteligentes – ou Smart Destinations, na expressão original, que levam em conta o desenvolvimento sustentável, a instituição dará voz à importância da tecnologia na indústria.
O porta-voz será o gerente nacional de Atendimento Setorial de Serviços, André Spinola, que irá participar da primeira edição do Fórum Turistic Brasil, evento que acontece em Barcelona há quatro anos, e desembarca em Salvador em novembro. O executivo irá mediar o painel intitulado “Tecnologias que agregam valor do Turismo”.
“Aproximar as startups das empresas tidas como tradicionais do Turismo é abrir o olhar do setor para as tendências de mercado. Elas devem ser encaradas como aliadas, provedores de soluções tecnológicas que podem alavancar a competitividade das empresas e dos destinos”, pontuou.
A citada atuação com as Cidades Inteligentes irá reconhecer e introduzir a participação de dez novas empresas disruptivas com soluções nesse segmento. Para ele, o Turismo necessita ser repensado sob a ótica da tecnologia.
“Tivemos a oportunidade de alavancar nossos números com os grandes eventos esportivos, mas não temos certeza se o que entregamos foi satisfatório. Por mais que os resultados não sejam aqueles esperados, podemos aproveitar tudo o que foi realizado”, completou Spinola.
Além de contar com a parceria do Sebrae, o Fórum Turistic Brasil é realizado pelo Eurecat (Centre Tecnològic de Catalunya) e pela Barcelona Media Inovação Brasil, e ainda tem apoio da ABR e Salvador Destination.
FÓRUM TURISTIC BRASIL
Quando: 17 e 18 de novembro
Onde: Sheraton da Bahia Hotel – Salvador