sábado, 17 de junho de 2017

Aracajú tem novo Secretário de Turismo

Com foco no fortalecimento das cadeias produtivas do município e no compromisso de tornar Aracaju uma Cidade Inteligente, o prefeito Edvaldo Nogueira empossou, na manhã da última quarta-feira (14), o engenheiro e empresário Jorge Santana como secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo. A solenidade foi prestigiada pelo vice-governador Belivaldo Chagas, pelos reitores das universidades do Estado e por empresários de diversos setores da economia sergipana.
Com a posse de Jorge Santana, o governo municipal "alavancará as ações para que Aracaju passe a fazer uso da tecnologia em todos os seus setores", explicou o prefeito. De acordo com ele, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Turismo será a responsável pelo trabalho de implantação do sistema de "Smart City" na capital sergipana, dentro de um programa que vem sendo desenvolvido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. "Aracaju tem todas as condições para se tornar um modelo de cidade inteligente para o país, dado o tamanho da cidade, a sua economia e a sua geografia. Nossa gestão já conseguiu incluir Aracaju neste projeto", informou Edvaldo.
Segundo o gestor municipal, é também missão do novo secretário atuar para tornar Aracaju um polo importante de turismo no país. "Ainda padecemos no turismo, apesar de Aracaju ser uma cidade bonita, organizada e ter todas as condições de ser um polo turístico. Mas hoje o fluxo de turistas para a cidade é menor do que o registrado em cidades como Salvador, Maceió, Natal e Fortaleza. Queremos criar as condições efetivas para mudar esta realidade. Isso começa na construção de um plano de turismo que tenha início, meio e fim. Ou seja, que tenha ações e metas que possibilitem tornar Aracaju, dentro de um prazo factível, um destino importante do turismo, gerando assim emprego e renda para a nossa gente", destacou.

De igual modo, Edvaldo Nogueira defendeu um engajamento da prefeitura na definição das políticas que fortaleçam a economia local, com a adoção de parcerias público-privadas e com a participação das universidades e entidades de diversos setores. "Vamos trabalhar juntos, governo, setor privado e sociedade, para fazer Aracaju alavancar. As parcerias público-privadas são muito importantes. Isto já está sendo estudado na nossa gestão. Além disso, queremos que a inteligência de Sergipe participe deste processo de inovação conosco. Vamos criar o Fórum de Desenvolvimento Econômico da cidade", afirmou.

Pesca da Tainha vira roteiro turístico em Bombinhas

Há mais de um século, entre os meses de maio e julho, imensos cardumes de tainhas se aproximam da costa catarinense. São peixes costeiros de águas tropicais e subtropicais que saem das águas frias do estado do Rio Grande do Sul em direção ao Rio de Janeiro para desovar. Comunidades artesanais de Santa Catarina desenvolveram técnicas especiais para pescar e preparar este saboroso peixe.
A pesca da tainha é um dos maiores eventos culturais do litoral catarinense, sendo uma tradição indígena que se mantem até os dias de hoje graças às famílias de pescadores e moradores do lugar. A preparação inicia em abril, com o conserto de redes e canoas. A abertura do período acontece em maio e consiste de uma missa acompanhada de uma celebração. Os vigias se posicionam no alto dos morros desde antes do amanhecer observando o mar e a chegada dos cardumes, avisando aos pescadores nas praias quando é o momento certo para fazer o cerco nos peixes. Cada um tem uma função, é um trabalho em equipe e para a puxada das redes é necessária a colaboração de todos, pescadores, familiares amigos e visitantes dividindo o resultado entre todos os ajudantes.
Uma parte muito importante é a preparação da tainha nas cozinhas. Há deliciosas receitas tradicionais desenvolvidas pelas cozinheiras e cozinheiros da região, com técnicas e ingredientes que passam de geração em geração.
Este acontecimento na região de Bombinhas é tão importante que foi tombado como Patrimônio Cultural e atualmente é um atrativo turístico muito procurado pelo público.
Durante este período o clima na cidade é agradável, geralmente ensolarado durante o dia, permitindo aos turistas realizar atividades e visitar os atrativos que a cidade oferece.
Roteiro Turístico
O Safári de Praias é um tour pelas praias da península onde o principal foco é dar conhecimento aos turistas sobre a história e cultura das principais praias existentes nessa região que, nessa época, são as praias onde acontece a pesca da tainha. O guia que acompanha o passeio, além de descrever a pesca, faz paradas para que os visitantes possam apreciar e participar do evento, visitando os "ranchos" e interagindo com os moradores. As narrativas (conto de pescador) sobre tainhas de tamanhos e pesos acima do normal, fazem parte desta interação.
Um workshop para aprender a escolher, limpar e preparar a tainha, almoço com a tainha preparada pelo próprio participante e estadia com café da manhã. Tudo isso acompanhado de guias especializados no assunto que irão contar sobre a história, fatos, curiosidades e outros assuntos relacionados à pesca artesanal da tainha e ao próprio peixe.
O evento inovador nasceu pela admiração e gratidão por Bombinhas, Município com um berço cultural muito rico e ainda preservado. Onde o foco é que as tradições perpetuem, que sejam conhecimentos e práticas disseminados para próximas gerações, que não termine e que nunca passe.

Dividir, expandir e compartilhar dessa cultura e suas tradições para que mais e mais pessoas passam a perceber e sentir o valor imenso que isso tem. Que os visitantes possam se enriquecer com a experiência e que a cultura local receba cada vez mais o reconhecimento e valorização merecidos. O evento será a união de esforços de pessoas que tem esse objetivo genuíno em comum.

Pesquisa revela perfil do turista em SC

Repleta de belezas naturais e atrativos turísticos, a Costa Verde & Mar, no litoral catarinense, tem se consagrado como um importante destino brasileiro. O destaque é tanto que segundo a Pesquisa de Demanda Turística aplicada na temporada de Verão de 2017, quase 100% dos visitantes informaram que recomendariam e retornariam ao destino. Entre 1º de janeiro e 30 de abril foram aplicadas 1874 entrevistas presenciais nas cidades de Balneário Piçarras, Bombinhas, Itajaí, Itapema, Navegantes e Porto Belo. O erro amostral é de cinco pontos percentuais e o nível de confiança é de 95% e as entrevistas foram realizadas com pessoas haviam pernoitado nas cidades entrevistadas.
A procedência dos turistas que visitaram os municípios da região: 48,2%, vieram de outros Estados do Brasil (18 Unidades da Federação), seguido dos turistas catarinenses que somaram 38,4% e os estrangeiros (13,4%). Destes turistas de fora do país, 90,2% eram argentinos, 5,5% paraguaios e 2,2% uruguaios. Com relação ao tipo de hospedagem, constatou-se que 30,8% dos entrevistados ficaram na casa de parentes e amigos, 25,5% optaram pelo aluguel de casas e aptos, 19,8% estavam na sua segunda residência e 21,3% escolheram a hospedagem em pousadas e hotéis. O gasto médio diário dos turistas foi de R$ 266,25 e os entrevistados informaram que permaneceram na região por mais de nove noites (41,4%).
O perfil do turista é o seguinte: 44% possuem idade entre 31 e 50 anos, 62,2% são casados e 55,8% possuem grau de escolaridade de nível superior ou cursando. A renda familiar mensal informada por 35,1% é de 4 a 10 salários mínimos. Já com relação a ocupação, 31,5% informou ser assalariado, 17,6% empresário e 12,5% atua como funcionário público. Quase 80% dos entrevistados informaram que já estavam retornando ao destino e cerca de 100% disseram que tiveram a viagem motivada por férias ou lazer. A maioria (92%), ainda disse que estava visitando a Costa Verde & Mar com a família, companheiros ou amigos. “Os resultados demonstram que estamos recebendo mais turistas cujo nível de escolaridade tem aumentado, se compararmos com os resultados da pesquisa de 2016. Outro ponto interessante no perfil é o aumento progressivo das pessoas que chegam à região via aérea”, afirma a Presidente do Colegiado de Secretários de Turismo, Susan Corrêa.

A Pesquisa de Demanda Turística avaliou ainda quais as fontes e canais de informação que o turista utiliza na hora de planejar a viagem. Quase 85% informaram que foi através de parentes, eventos turísticos ou já conheciam a Costa Verde & Mar e 11% disseram que obtiveram dados via internet. 

Festival Balneário Saboroso será em julho

Em julho, Balneário Camboriú vai revisitar a sua gastronomia diversificada com mais uma edição de um dos maiores e mais consolidados festivais gastronômicos do sul do país: o Balneário Saboroso, que acontece de 6 a 30 de julho. Evidenciando a pluralidade de sabores do litoral e o poder de criação dos chefs, 30 restaurantes da região embarcaram na aventura de elaborar um menu exclusivo, com entrada, prato principal e sobremesa pelo valor de R$ 49,90 para uma ou duas pessoas.
Evocando memórias gustativas e valorizando a proposta de cada estabelecimento, há entradas criadas para o festival que trazem desde um caldinho de feijão branco com cachaça, até palmito pupunha grelhado e uma tortinha folhada recheada de carne com molho aborígine. Os pratos principais valorizam desde o peixe branco, até a costela, braseada e também no risoto, a pizza artesanal em versões de dar água na boca, tem burrito criado por chef mexicano, espaguete com creme de ovos e bacon crocante, além de risoto de camarões com manga. Na parte das sobremesas, a Pamonha doce é desconstruída, trazendo ingredientes inimagináveis, assim como um Romeu e Julieta, que leva doce de leite aromatizado com Jack Daniel's. Para os paladares mais tradicionais, tem fondue de chocolate com doce de leite, cheescake com caldas vermelhas e um alfajor artesanal recheado também com frutas vermelhas, que leva ainda chocolate belga.
Um dos intuitos do festival, de acordo com o presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau – entidade que promove o evento, João Francisco Barão, é proporcionar uma verdadeira experiência gastronômica, valorizando ingredientes e produtos locais a um preço acessível. “Além disto, em sua 8ª edição, o evento caminha para se tornar um produto turístico da cidade na baixa temporada, uma vez que a gastronomia já é o segundo ponto que mais atrai turistas na cidade”, lembra.

A 8ª edição ainda trará uma programação paralela ligada à gastronomia que será divulgada em breve, além de eventos em um novo conceito, que serão um diferencial neste ano. O evento conta com o patrocínio da Enoteca Decanter e da Eisenbahn, além do apoio da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico de Balneário Camboriú.

Festival de Parintins movimenta a região Norte

O evento, tradicional na região, costuma acontecer anualmente e reúne um grande público todos os dias. Para este ano, as datas escolhidas são 30 de junho, 1 e 2 de julho. A realização será no Centro Cultural e Esportivo Amazonino Mendes, localizado na Av. Nações Unidas, s/n em Parintins-Amazonas.
A festa folclórica dos bois-bumbás, além de ser uma das comemorações mais aguardadas da região, é considerada uma das dez mais populares do Brasil. A cada ano, cerca de 100 mil pessoas se deslocam até a ilha para ver o espetáculo.
E não apenas o Bumbódromo se veste nas cores dos bois Garantido e Caprichoso. Ruas, bairros e prédios adotam pinturas e decoração com as cores vermelha para o boi Garantido e azul para o boi Caprichoso.
A primeira edição do Festival Folclórico de Parintins aconteceu em 1965, com a apresentação dos dois bois e 22 quadrilhas. Alguns anos depois, o evento cresceu, ganhou fama, foi transmitido nacionalmente e passou a ser considerado como atração turística.

A brincadeira tem como origem o conhecido Auto do Boi, onde um peão mata um boi querido por um rico fazendeiro para que sua esposa, gravida, possa comer a língua, já que está com desejo. Como o fazendeiro e sua filha, que tinha o boi como favorito ficam brabos, o peão pede ajuda de um pajé da tribo a fim de ressuscitar o animal.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Ministro quer mais crédito para turismo

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, se reuniu na ultima quarta-feira (7) com o novo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, e apresentou os grandes números do turismo e o potencial de geração de emprego e renda do setor em todo o país.
“Apesar de todas as dificuldades enfrentadas na economia nos últimos anos, o turismo é um dos setores que mantém os investimentos e continua gerando empregos e renda. Por isso, é fundamental estimularmos a iniciativa privada a continuar apostando no setor”, afirmou o ministro. Durante o encontro, Marx Beltrão pediu apoio ao presidente do BNDES para a criação de uma linha de crédito específica para o turismo, com condições diferenciadas de juros e garantias.

Desde 2003, o MTur articula com os bancos públicos linhas de créditos específicas para o setor, entre elas o Fundo Geral do Turismo (Fungetur). Junto ao BNDES, o Ministério do Turismo lançou, em 2010, o Programa ProCopa Turismo, destinada à reforma e construção de hotéis. Na ocasião, foram disponibilizados R$ 2 bilhões para a qualificação da rede hoteleira nacional, que à época se preparava para atender à demanda turística gerada pela Copa do Mundo.

Começa em Salvador a 25ª BNTM

A capital baiana foi destino escolhido para sediar, a partir desta quinta-feira (8), a 25ª Brazil National Tourism Mart (BNTM). Organizado pela Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE), o encontro que segue até sábado (10) reunirá membros do mercado turístico brasileiro e internacional com o intuito de serem gerados negócios e parcerias comerciais.
Apoiado pelo Ministério do Turismo, o evento é uma oportunidade de desenvolver destinos e produtos turísticos nacionais. Para o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o encontro é uma maneira de atrair mais investidores e gerar renda para o Brasil: “É um momento de ampliar investimentos e de aproximar os integrantes dessa indústria turística: hotéis, agências de viagens, serviços alimentícios, expositores e empresas de transporte”, afirmou.
A BNTM é realizada desde 1992 e a cada ano um estado do nordeste é escolhido como sede. Pesquisas coordenadas pela Fundação CTI-NE indicam que, a cada edição, o turismo no nordeste cresce de 8 a 10%. Para o estado que sedia, esse percentual pode chegar a 14%.
“A meta do evento é reunir a expertise do setor em uma feira que atraia compradores estrangeiros interessados na oferta de produtos do nordeste, como ecoturismo, aventura, sol e praia, história, cultura e gastronomia, o que intensifica o fluxo turístico”, explicou o secretário de turismo da Bahia, José Alves

Mais de 20 países participarão da BNTM 2017. Na programação, além dos encontros para as rodadas de negócios, estão incluídos passeios nos pontos turísticos de Salvador, como o Pelourinho, o Farol de Itapuã, e a casa de Jorge Amado.

ABAV vai realizar o 65º Fórum Executivo

A busca de respostas práticas para a permanente inquietação das agências de viagens quanto à Gestão de Resultados levou a Abav-SP a programar o 65º Fórum Executivo em quatro módulos sucessivos, entre os meses de junho e outubro. Objetivo é proporcionar transferência de conhecimento, metodologias e experiências para empreendedores alcançarem resultados práticos nos seus negócios. Donos de agências de viagens dentro do perfil de vendas/mês de até 3 milhões de reais compõem o público-alvo.
Os quatro módulos serão realizados nos dias 21/06, 18/07, 21/08 e 04/10, na sede da Abav Nacional (Av. São Luís, 165 – Centro). O primeiro centrará foco nas visões estratégicas, análise SWOT*, potencial do mercado e objetivos estratégicos. Neste encontro, serão apresentados cinco pilares da gestão estratégica para as agências: tecnologia, pessoas, operações/atendimento, marketing/vendas e finanças.
Os participantes irão escolher três pilares de gestão para serem discutidos nos três encontros posteriores. Haverá sempre um mediador e facilitadores especializados nos temas, além da apresentação de um case de sucesso. No quarto e último módulo, programado para outubro, os 40 participantes terão o conhecimento aplicado ao controle financeiro e à gestão de riscos.
Como vai ser quando eu crescer? "Contribuir com o desempenho da base de associadas, segmentando o porte das agências, traz resultados efetivos e, por certo, auxilia no encontro da melhor resposta para uma mesma questão", afirma o presidente da Abav-SP, Marcos Balsamão.
As vagas são limitadas em 40 inscrições, preenchidas a partir dos seguintes critérios: 1- preferência para agências associadas; 2- dirigido ao dono ou ao principal executivo da agência; 3- prioridade de inscrição aos participantes dos módulos anteriores.

De acordo com o expert Lúcio Oliveira, consultor que vivência o dia a dia do setor e atuará como facilitador no transcorrer do programa, "objetivo é proporcionar recursos à gestão focada em resultados práticos".

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Festival das Cataratas terá Fórum de Turismo

Considerado o maior evento técnico-científico do turismo brasileiro, o 11º Fórum Internacional de Turismo do Iguassu mais uma vez bateu recorde no número de trabalhos recebidos. Ao todo, foram 270, seis a mais do que o ano passado, quando foi obtido o melhor resultado até então.
O Fórum integra a programação do 12º Festival das Cataratas, que será realizado em Foz do Iguaçu (PR) nos dias 28, 29 e 30 de junho de 2017. Ao todo, foram submetidos 178 artigos científicos e 92 resumos expandidos, provenientes de 30 instituições de ensino de 13 estados brasileiros.
O tema deste ano será "Turismo e Cidades Criativas", com destaque para as participações de Luiz Gonzaga Godoi Trigo, Doutor em Educação e autor de diversos livros e artigos sobre educação, entretenimento, viagens e turismo, e Mary Sandra Guerra Ashton, doutora em Comunicação Social com forte atuação nas áreas de Cidades Criativas, Produção, Consumo e Turismo.
O prazo para as submissões de trabalhos encerrou neste domingo (7), mas as inscrições como ouvintes ainda podem ser realizadas pelo site www.festivaldascataratas.com. No mesmo site, a lista dos trabalhos aprovados deve ser divulgada no dia 1º de julho.
Durante essa edição do Fórum Internacional de Turismo do Iguassu será lançado o livro 'Turismo e Megaeventos', com 133 trabalhos selecionados em 2016. A obra foi organizada por Francisco Antônio dos Anjos; Newton Paulo Angeli; e Sara Joana Gadotti dos Anjos, e aborda dez eixos estruturantes, com a relação do Turismo com temas como Meio Ambiente; Inovação e Tecnologia; Gastronomia; Eventos; Planejamento e Política Pública.
O Fórum Internacional de Turismo do Iguassu é promovido pela De Angeli em parceria com o Programa de Mestrado e Doutorado em Turismo e Hotelaria da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), com apoio de diversas universidades e institutos brasileiros. O evento oportuniza a academia interagir diretamente com o mercado do turismo.

Nos últimos anos, o Fórum tem possibilitado uma importante discussão sobre os trabalhos produzidos em diversas instituições de ensino do Brasil. Os melhores trabalhos apresentados são publicados em livros (coletâneas), revistas científicas nacionais e anais on-line.

Embratur terá escritórios nos principais mercados

O Projeto de Lei que transformará a Embratur em uma agência já está no Congresso Nacional. De acordo com o presidente do órgão, Vinícius Lummertz, o atual momento conturbado da vida política do país atrasou a sua tramitação. Mesmo assim, ele acredita que o processo não deve demorar.
“Resolvido este impasse, a tramitação deve demorar cerca de 20 ou 30 dias”, afirmou. “Estamos discutindo emendas e destaques”, ressaltou. “Temos o apoio do congresso. Os parlamentares tem hoje uma consciência avançada dos benefícios do turismo e de tudo que ele pode gerar para a nossa economia”, complementou.
Paralelamente a isso, Lummertz destacou que a diretoria do órgão vem discutindo os detalhes deste novo formato. Segundo ele, está sendo feito um planejamento para definir qual será o melhor modelo. “Estamos redesenhando esta atuação. Ainda não é possível afirmar onde teremos escritórios físicos e virtuais, mas a ideia é ter no mínimo um por continente”, revelou.

Lummertz contou que para ele, faz sentido ter um escritório em Londres ou em Frankfurt. Outro na Espanha ou Portugal e certamente um nos Estados Unidos e um na Argentina. “Também vamos aprimorar a questão comercial. Acredito que temos que ser mais agressivos e o novo status jurídico da Embratur permitirá isso”, finalizou.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

São Paulo vai realizar a sua Oktoberfest

Pela primeira vez, será realizada na capital paulista uma Oktoberfest aos moldes da tradicional festa alemã realizada em Munique há mais de 200 anos. Na coletiva de lançamento realizada na última sexta-feira, 26, a Prefeitura de São Paulo anunciou o evento como parte do calendário oficial da cidade.
O festival de cerveja será realizado entre 29 de setembro e 8 de outubro, em uma área de 23 mil m² no Anhembi. A ambientação será fiel à original, com as áreas Biertent, a tenda da cerveja, comidas típicas e shows de música; o Biergarten, com mesas ao ar livre e barracas de alimentos, bebidas, produtos variados e um palco grande; e o Bierpark, parque de diversões com roda-gigante, carrossel e outras atrações para adultos e crianças.
Segundo Walter Cavalheiro, CEO da The Front, empresa de live marketing responsável pela produção do evento, houve um trabalho de pesquisa e de muita conversa com a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha para que fosse viável realizar uma Oktoberfest que entregasse a mesma experiência dos festivais que acontecem na Alemanha todos os anos.
Além disso, tem acontecido uma troca de informações que o executivo considera fundamental com a organização da Oktoberfest em Blumenau. “Sabemos que no sul existe uma Oktoberfest consolidada e não queremos que o evento de São Paulo ofusque o do Sul. Enxergamos a nova iniciativa como forma de potencializar a cultura alemã ainda mais no País”, afirma. Os últimos quatro dias da festa paulistana coincidem com o início da festa catarinense, realizada de 4 a 22 de outubro.

A colaboração entre as festividades também se dará por meio do intercâmbio de algumas atrações, como shows e a presença de comerciantes locais. Já o apoio da comunidade de Munique possibilitará a vinda de chefs alemães com o objetivo de incrementar o cardápio oferecido ao longo do festival.

BNT Mercosul reuniu seis mil participantes

Mais de seis mil visitantes passaram pelo portal montado no Centroeventos durante a 23ª BNT Mercosul. O evento reuniu o trade turístico para promoção de destinos e negócios entre os dias 26 e 27. Pela terceira vez em Itajaí, o evento teve crescimento de 5,9% nesta edição e retornará ao município no próximo ano.
Ao todo, a BNT reuniu mais 350 marcas expostas em cerca de 100 estandes, além de 149 operadoras de turismo – aquelas empresas responsáveis por montar os pacotes de viagens. Durante os dois dias de evento, 6.236 agentes de 311 cidades do país e sete países circularam pela feira. De acordo com o organizador Geninho Góes, nesta terceira edição em Itajaí, o público percebeu o quanto a cidade cresceu e tem investido em turismo, sobre tudo no setor hoteleiro.
“Pessoas que decidem sobre o turismo nacional ficaram hospedadas em Itajaí e saíram muito satisfeitas com o evento e com o receptivo local”, comenta Geninho.
Segundo o organizador, o segredo do sucesso da BNT está baseado em três pilares. O primeiro é a promoção dos produtos e destinos da feira. O segundo é a qualificação dos profissionais que participam. Por último, a rodada de negócios promovida pelo Business Center, considerada um dos destaques deste ano. Foram cerca de três mil contatos comerciais que vão impulsionar o segmento.

Uma das novidades desta edição também foi a reprodução da fachada do Mercado Público logo na entrada da feira. “Como símbolo de Itajaí, nossa intenção foi fazer com que o público entrasse por este portal e, ao sair, venda o nosso município e a nossa região para todo o Mercosul”, comenta Evandro Neiva, secretário Municipal de Turismo, ao reforçar que Itajaí continuará como parceira deste importante evento para o Brasil.

Embratur quer menos entrave no turismo

Representando o ministro do Turismo, Marx Beltrão, o presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, afirmou na abertura da BNT Mercosul, em Itajaí, na sexta-feira (26), que a burocracia “vem causando sérios entraves no nosso setor e que é preciso liberar esse ambiente de negócios porque o Brasil precisa, cada vez mais, do turismo para promover seu desenvolvimento e gerar emprego e renda”. Lummertz elogiou as palavras do diretor do evento, Geninho Goes, que conclamou “todos aqueles que trabalham, todos os que são éticos, todos os que são de bem, para que a gente construa um Brasil melhor e honesto”.
Em Santa Catarina, temos uma história de sucesso nesse setor e muito se deve também ao Sebrae, que prepara a micro e pequena empresa turística. Temos aqui ao lado do pavilhão da feira uma excelente marina e poderíamos ter dezenas delas em Santa Catarina e centenas no Sul do País se não fossem entraves burocráticos que também impedem o desenvolvimento de parques temáticos, cidades históricas, parques naturais e uma série de outros equipamentos turísticos”, destacou. Segundo Lummertz, é preciso liberar esse ambiente de negócios agora para que ele seja o grande parceiro do desenvolvimento do Brasil.
Na ocasião, o presidente da Embratur informou sobre a promoção, nos próximos dias, das primeiras ações e visitas do programa ‘O Sul é o meu destino’: “Com ele, esperamos para essa região a visibilidade necessária para receber turistas nacionais e estrangeiros”, informou.

Lummertz afirmou ainda que não é só o Brasil que está acordando para a lógica do turismo como fonte de recursos para garantir desenvolvimento. “Países como o Japão estão fazendo investimentos enormes porque sabe que esta é a grande saída para o futuro, a saída que a indústria não poderá prover nos próximos anos. Mas o turismo pode ajudar a indústria mais do que qualquer outro setor, porém precisa estar livre para o empreendedor e o poder público poderem oferecer a infraestrutura necessária ao setor”.    

Imprensa visita obras de Centro de Eventos

Jornalistas que atuam em veículos de comunicação especializados em turismo conheceram na manhã do último dia 26, as obras do Centro de Eventos que está sendo construído na cidade de Balneário Camboriú. Estavam presentes repórteres de vários Estados brasileiros, além de Paraguai, Uruguai, Argentina e Colômbia. Eles vieram a Santa Catarina devido à realização da feira BNT Mercosul.
Nas obras do Centro de Eventos, os jornalistas foram recepcionados pelo secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, que apresentou informações sobre o empreendimento. “Este espaço será importante para a captação de eventos nacionais e internacionais durante o ano inteiro. A obra será fundamental para a movimentação econômica da região, proporcionada pelos grandes eventos que receberemos”, destacou. O secretário também informou aos jornalistas que a Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, responsável pela obra, está contratando uma consultoria para fazer o estudo de viabilidade econômica do espaço. “Nossa intenção é que o local seja concedido à iniciativa privada”, explicou.
O Centro de Eventos terá 33 mil metros quadrados e o projeto contempla dois pavilhões de exposições, salas de convenções, espaço para lojas, praça de alimentação e ala de serviços, além de estacionamento com 875 vagas.
O projeto tem conceitos inovadores e sustentáveis: possui sistemas de aproveitamento de ar natural para climatização, luz natural e reaproveitamento da água da chuva. Além disso, a estrutura terá um vão livre de 96 metros. A localização do empreendimento é estratégica: a 90 Km do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, e a 33 Km do Aeroporto Victor Konder, na cidade de Navegantes.
No momento, estão sendo finalizadas a instalação da estrutura metálica e a colocação do piso. Também está sendo preparada a base para a execução da pintura. A previsão é que a obra fique pronta em novembro de 2017.



Lançado o projeto Embaixador Festuris SC

O projeto Embaixador Festuris, criado em 2016 pelo Festuris Gramado - Feira Internacional de Turismo, com o objetivo de provocar uma aproximação com os agentes de viagens, ganha um novo capítulo a partir de agora.
A ação, que no ano passado levou mais de 700 agentes de turismo do Rio Grande do Sul para a feira, foi ampliada para Santa Catarina. A diretora do Festuris, Marta Rossi, apresentou o projeto para cerca de dez executivos de algumas das principais empresas de turismo de Santa Catarina, e fez o convite para que passem a ser também representantes do Festuris durante o ano, levando o título de Embaixador Festuris.
A ação ocorreu na noite de sexta-feira, dia 26, em Itajaí SC, no Sandri Palace Hotel. Em uma conversa com os promotores de turismo catarinenses, Marta Rossi destacou que “queremos nos aproximar cada vez mais dos profissionais de turismo e agentes de viagens de Santa Catarina. Quando criamos o Festuris, há 29 anos, fizemos o evento para o agente, e continuamos apostando muito nestes profissionais”.

Com o objetivo de fomentar e incentivar a ida de agentes de viagens para a feira, principalmente do interior dos Estados, o Festuris nomeia embaixadores que passam a ser os representantes da feira de negócios junto aos agentes de viagens, principalmente do interior do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Os embaixadores ganham selo, certificado e reconhecimento durante as ações promovidas pela organização. Durante o Festuris, todos são homenageados e um representante de cada Estado recebe o título de Embaixador Honorário do Festuris.