terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Bombinhas ganha o seu primeiro shopping centrer

Abriu suas portas no final de dezembro o Mall Boutique Punta Blu – primeiro shopping center de Bombinhas – localizado no centro, na avenida Manoel José dos Santos.
O Punta Blu é resultado da parceria das empresas Cota Construtora, de Florianópolis, e a VOS Construtora, com sede em Bombinhas. E desta união surgiu este investimento que oferece 54 espaços comerciais, dentre lojas para o comércio em geral, fast food e três quiosques (pequenos espaços nos corredores). Além disso, conta com estacionamento para 110 veículos e todas as facilidades em termos de mobilidade interna, com elevadores e escadas rolantes.
Com fino acabamento e de conceito atual, tem assinatura arquitetônica de um dos mais renomados profissionais da área: Manoel Dória Neto. O empreendimento oferece bons espaços para negócios e já se consolida como opção de lazer sobretudo na praça da alimentação, com vista toda voltada para a praia de Bombinhas.
Algumas lojas ainda não foram abertas, embora já negociadas para futuros lojistas, dentre franquias renomadas e investidores locais e da região. O shopping Punta Blu conta com algumas lojas conhecidas do público de Bombinhas, tanto no comércio como no setor da gastronomia, como Neia Joalheira, Beagle, Palatto e Abstrato.

Para um dos representantes das empresas parceiras, Mário Pera, da VOS Construtora, a consolidação do empreendimento se dará no transcorrer de 2016. Ele elenca alguns pontos importantes tanto na questão da abertura com menos ocupação dos espaços, quanto na expectativa otimista para o sucesso a partir deste ano. “Primeiro o atraso motivado pelos aspectos climáticos e daí logístico na entrega do empreendimento contribuiu claro para que menos investidores firmassem contratos de locação ainda para o final de 2015, era óbvio que ante a questão da prorrogação do prazo criou incertezas, que somadas ao clima também de desconfiança na economia brasileira (em recessão), espantou um pouco quem queria ter um negócio no Punta Blu. Mas para 2016 entendemos que será oportuno para muitos empreendedores aproveitar para investir neste novo espaço. Está acabado, tem definição de funcionabilidade, há tempo para criar, elaborar e aprontar projetos melhores para novos espaços, há tempo para negociar com franqueadores e embora no meio da crise brasileira, é num momento assim que se agarra em oportunidades, já que a crise não é pra sempre. E melhor, com o fim da temporada de Verão se pode trabalhar mais o shopping para o público consumidor de Bombinhas, que terá um espaço moderno aberto o ano inteiro”, reforça Mário Pera.

Fórum Executivo da ABAV é transferido de lugar

A grande procura das agências de viagens por vagas no 61º Fórum Executivo da Abav-SP, que será realizado na manhã do próximo dia 18 de fevereiro, motiva a direção da entidade anunciar a mudança de endereço do evento para o Novohotel São Paulo Jaraguá Conventions, à rua Martins Fontes, n.º 71, centro - SP.
"As instalações da Abav Nacional são insuficientes para acomodar a demanda já identificada", explica Edmilson Romão, vice-presidente de Capacitação e Certificação da Abav-SP. A mudança amplia o número de vagas, que continuam limitadas e gratuitas. Os interessados devem encaminhar com antecedência os nomes e os cargos dos profissionais para o e-mail secretaria@abavsp.com.br.
O tema "Qual o valor da sua agência?" é relevante e contemporâneo, avalia Marcos Balsamão, presidente da Abav-SP. Inclui a abordagem do cenário econômico e as tendências do setor, com foco em aspectos relacionados à governança corporativa, aquisições, fusões e alianças estratégicas das empresas, sob o ponto de vista dos compradores e vendedores.
A programação vai das 9:00 às 11:45 horas, conduzida por fontes de notória credibilidade: Moacyr Humberto Piacenti, Júlia Wilson, Luis Motta e Inayara Kjaer- todos os sócios da KPMG no Brasil.

O 61º Fórum Executivo da Abav-SP, assim como o recém-lançado Programa de Capacitação das Agências de Viagens, o qual concede uma estrela às agências de viagens que registram a participação de, no mínimo, 50% do efetivo das equipes que atuam nos seus departamentos em, pelo menos, 25% da oferta de cursos online, in company e presenciais ministrados pela entidade a cada semestre, compõem as ações da Campanha de Valorização protagonizada pela atual gestão da Associação.

Number Seven promove o seu Festival de Ostras

O chef Denis Ceratti Pernanchini traz para cena atual do restaurante Number Seven, em Balneário Camboriú, a cozinha de autor e de produto, apoiada em sólidas bases técnicas. Um exemplo claro dessa postura é o Festival de Ostras fresquíssimas, que saem direto do viveiro da cozinha para a mesa. As ostras saem do cultivo em São Francisco do Sul direto para o viveiro do restaurante, onde são mantidas vivas, em água refrigerada, sendo purificadas. Essa iniciativa, explica ele, faz parte de todo conceito aplicado no restaurante, de buscar produtos frescos e de qualidade, que prioriza o comércio justo com produtores locais e regionais.
 O cardápio do festival, que acontece todas as noites e nos almoços de final de semana, traz seis opções de ostras: à Rockfeller (ostras em cama de espinafre, bacon e licor de anis), com caramelo salgado e gengibre, frescas, gratinadas, com molho Ponzu (tradicional molho japonês a base de limão e sakê) e empanadas na cerveja. Esse menu especial segue até o dia 20 de fevereiro.

 Cada porção traz seis unidades ao custo de R$ 45,00. Já as ostras frescas, também com seis unidades, saem por R$ 25,00. A dica, segundo o empresário Mário Del Monte, é degusta-las no deck, de frente para o mar, ao som do instrumentista Gandhi Martinez, acompanhado de um bom vinho da adega climatizada do restaurante que conta com cerca de 200 rótulos, ou de um Clericot, versão francesa da Sangria espanhola, que leva vinho branco, espumante e frutas. “Perfeito para curtir os bons momentos com amigos, bela vista e boa gastronomia”, conclui.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Festuris é destaque na imprensa internacional

A expansão da internacionalização do Festuris (Feira Internacional de Turismo de Gramado) se consolida ano a ano, e se evidencia por meio de publicações de veículos de comunicação de todo o mundo. O Festuris foi destaque em veículos internacionais, como o jornal Travel Quotidiano, da Itália, onde foi apresentada a importância da feira e o impacto econômico que ela gera no Brasil, no Rio Grande do Sul e em Gramado, mostrando o país como um importante destino turístico e de negócios. Além da Itália, a feira foi notícia em jornais dos Estados Unidos, Espanha, Portugal e China.
E o ano de 2016 já inicia de forma positiva para o Festuris, pois, apenas no mês de janeiro, já apresenta um crescente número de expositores confirmados, resultado de muito trabalho realizado pelos seus diretores, Marta Rossi, Eduardo Zorzanello e Marcus Rossi, que desde o encerramento da 27ª edição, ocorrida em 2015, seguiram incansáveis divulgando a feira para o Brasil e o mundo.

A presença na Fitur, uma das principais feiras de turismo do mundo, que ocorre anualmente em Madri, no mês de janeiro, alavancou ainda mais essa internacionalização, onde o Festuris, além de participar com estande próprio, palestrou, através do diretor Eduardo Zorzanello, sobre o segmento turístico LGBT, assunto que o evento foi o pioneiro em abordar como nicho turístico.

Ministério do Turismo apresente sua nova estrutura

Representantes do Ministério do Turismo apresentaram a secretários e dirigentes do setor a nova estrutura do órgão na semana passada, durante a 85ª Reunião do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). O novo organograma atendeu à determinação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP) e faz parte de um movimento maior de redução de custos com a participação de todas as unidades do governo federal.
De acordo com o diretor de Gestão Estratégica da Secretaria Executiva do Ministério do Turismo, Jun Yamamoto, responsável pela apresentação sobre a nova estrutura, a reorganização do MTur levou em consideração os princípios da eficácia e eficiência da administração pública, diretrizes e normas que orientam o setor como a Lei do Turismo, o Plano Nacional de Turismo e o Plano Plurianual. 
Ainda segundo Yamamoto, dados como a contribuição ao PIB, o nível de empregos, o total de divisas na balança de exportações e o índice de competitividade do setor são essenciais no sentido de se garantir mais investimentos e políticas a longo prazo.
Já o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Neusvaldo Lima, apontou a redução do orçamento disponível e estimulou representantes estaduais a trabalharem junto a congressistas para assegurar emendas parlamentares.
"As emendas já são nossa principal fonte, só que precisamos de mais. Queremos também emendas para eventos, marketing e promoção, além de infraestrutura", pontuou o secretário. Lima também incentivou o uso de fundos constitucionais para atender as demandas da iniciativa privada, do Fungetur - no caso de solicitações de pequenos empresários -, e do Prodetur.
O diretor do Departamento de Ordenamento Turístico da Secretaria Nacional de Estruturação do Turismo, Rogério Cóser, por sua vez, divulgou ações voltadas à atração de investimentos internacionais.

O presidente do Fornatur, Jaime Recena, Secretário de Turismo do Distrito Federal, adiantou que o colegiado pretende apresentar ao governo um documento no qual destaca a importância econômica do setor e defende a manutenção de verbas ao ramo.

Centros de Informação para atender bem o turista

A informação para o turista é um item essencial para que uma viagem seja aproveitada da melhor forma possível. Pensando nisso, o Ministério do Turismo investiu, desde 2003, R$ 89 milhões para a construção e reforma de Centros de Atendimento aos Turistas (CATs) em todo o país. Somente em 2015, a pasta destinou, para essas obras, R$ 4 milhões.
“Os centros de atendimento ao turista são fundamentais pois permitem o primeiro contato entre o visitante e a cidade. Tem o relevante papel de orientar e informar para que o turista tenha uma boa impressão do destino logo na chegada”, ressalta o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.
Em Salvador (BA), os visitantes podem solicitar informações em um dos quatro centros de atendimento sob a administração da Bahiatursa: no aeroporto, no Pelourinho, na rodoviária e na Praia do Forte. Há, ainda, outros centros administrados pela prefeitura. Juntos, os quatro CATs contam com 12 atendentes que realizaram, entre janeiro e setembro de 2015, 24 mil atendimentos. Há também o Disk Bahia Turismo no telefone (71) 3103-3103 e que passa informações em português, inglês e espanhol.
Aqueles que desejam obter informações para aproveitar mais a capital do Rio Grande do Norte, Natal, podem procurar um dos três centros instalados na Praia de Ponta Negra (02) e na Praia dos Artistas (01). Juntos eles contabilizam cerca de 10 mil atendimentos em 2015.
Os turistas que visitam a capital do país podem recorrer a um dos três centros de atendimento em funcionamento: Aeroporto Juscelino Kubitschek, Praça dos Três Poderes e Centro de Convenções. Juntos os CATs realizaram, em 2015, 17 mil atendimentos. Em Brasília, também é possível solicitar informações pelo telefone (61) 3214-2764.
Na capital paraibana, João Pessoa, a população local e os turistas dispões de três CATs fixos: na Praia de Tambaú, na rodoviária e no aeroporto. A cidade conta também com uma van que percorre os locais mais movimentados do litoral norte e sul e oferece atendimento bilíngue para recepcionar os turistas.
No Espírito Santo, a Secretaria de Turismo do Espírito Santo supervisiona dois CATs em Vitória, um no desembarque do aeroporto e outro na rodoviária. Ao todo, oito atendentes bilíngues fazem o trabalho de recepcionar os turistas.
“Alguns turistas chegam com seu roteiro definido, mas com nossas dicas tudo muda, as informações são mais precisas e claras do que na internet”, relata Elder Nascimento, atendente do posto da rodoviária.
Entre os viajantes que procuram os centros de informações muitos estão de passagem rápida pela cidade. Entre uma conexão e outra aproveitam para curtir os atrativos turísticos próximos e no balcão buscam dicas e sugestões de roteiros.

A capital mais visitada por estrangeiros a lazer no país, o Rio de Janeiro, possui 15 centros de atendimento administrados pela Turisrio. Em 2015, esses CATs realizaram 259 mil atendimentos, dos quais 165 mil foram atendimentos a estrangeiros. Para recepcionar os turistas que visitam a cidade maravilhosa, a Riotur disponibiliza 59 recepcionistas e 23 estagiários, sendo que todos eles são bilíngues.

sábado, 30 de janeiro de 2016

Empreendimento turístico na Ilha de Porto Belo

O Conselho da Cidade (Concibelo) realiza no dia 3 de março, audiência pública para discussão sobre a instalação do empreendimento Eco Resort Ilha de Porto Belo, localizado na Ilha João da Cunha (foto). A audiência ocorre a partir das 19h no auditório do Centro de Cidadania, localizado na avenida Governador Celso Ramos, nº 57, no bairro Vila Nova, em Porto Belo (SC).

O encontro serve para debater e deliberar, com a participação da população e demais interessados, o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), tendo em vista a instalação do empreendimento. O material referente a audiência está disponível na Secretaria de Planejamento Urbano, localizado na rua José Guerreiro Filho, no Centro. 

Festival Brasileiro da Cerveja em Blumenau

O Concurso Brasileiro de Cervejas, que está marcado para ocorrer entre os dias 5 a 8 de março, recebeu 1.469 inscrições, o maior número já registrado em quatro edições. O evento ocorre paralelamente ao Festival Brasileiro da Cerveja, de 9 a 12 de março no Parque Vila Germânica, em Blumenau, no Vale do Itajaí.
O concurso é considerado um dos o maiores do país em cervejas nacionais. Conforme a organização, são três modalidades competitivas da bebida e a seleção da melhor cervejaria. No The Best of Show, que premia a melhor do concurso, são 487 cervejas inscritas.
Na categoria Experimental, concorrem 158 cervejas ainda não lançadas no mercado. Já na Cervejas Brasileiras, são 28 inscritos.
De acordo com Ricardo Stodieck, secretario de Turismo de Blumenau e um dos organizadores do festival, o mercado cervejeiro reconheceu a credibilidade do evento, o que proporcionou um significante aumento de inscritos. Em 2013, quando foi criado, foram apenas 215 incrições, seis vezes menos que as de 2016.

Em 2015, uma cerveja à base de manjericão foi eleita pelo terceiro ano como melhor do concurso, da cervejaria Seasons, de Porto Alegre (RS). Já o prêmio de melhor cervejaria ficou com a Tupiniquim, também da capital gaúcha.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Bolsa de Turismo do Nordeste será em março

A realização entre os dias 5 e 6 de maio de mais uma BNTM (Brazilian National Turism Mart), também conhecida como a Bolsa de Turismo do Nordeste, terá o apoio do Ministério do Turismo. Os detalhes do evento, que será realizado em um hotel da praia de Porto de Galinhas, em Ipojuca (PE), foram apresentados durante encontro do ministro Henrique Eduardo Alves com os secretários de Turismo do Nordeste. O Rio Grande do Norte foi representado pela subsecretária de turismo, Solange Portela.
A feira contará com a presença do ministro do Turismo e representante do trade regional, nacional e internacional. Entre fornecedores e compradores de serviços turísticos estão previstos cerca de 350 participantes do Brasil e exterior. Também são esperados visitantes não cadastrados no evento, preferencialmente representantes de empresas que atuam no setor já que a BNTM é voltada para a realização de negócios, explicou a presidente da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur), Ana Paula Vilaça, organizadora da feira.
O vice-presidente da Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE), Felipe Carreras, agradeceu o empenho do ministro Henrique Eduardo Alves em alavancar o setor na agenda econômica do governo. “O senhor tem nos apoiado bastante, reafirmando o Nordeste como destino turístico”, disse o secretário de turismo de Pernambuco.

O Nordeste é apontado como o destino preferido pelos turistas brasileiros em pesquisa de sondagem do consumidor. Dos entrevistados que afirmaram que pretendem viajar pelo país nos próximos seis meses, 37% apontaram a região como a escolhida.  

Aeroportos brasileiros têm avaliação positiva

Os aeroportos do Brasil foram considerados “bons” ou “muito bons” por 85% dos usuários, entrevistados na pesquisa da Secretaria de Aviação Civil (SAC) divulgada na última quinta-feira (28).  A avaliação refere-se ao último trimestre de 2015 e comprova o motivo pelo qual o avião, historicamente, é o meio de transporte preferido pelos turistas brasileiros, conforme dados da Sondagem do Consumidor, pesquisa mensal do Ministério do Turismo.
Segundo a Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem divulgada em janeiro, o avião e o veículo particular são, empatados, os meios de transporte preferidos pelos brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses – tendo sido escolhidos, cada um, por 38% dos entrevistados.
Realizada há três anos, a Pesquisa Permanente de Satisfação do Passageiro da Secretaria de Aviação da Presidência da República avalia os 15 terminais que movimentam 80% dos passageiros no Brasil. Há três anos, apenas 69% atribuíam os conceitos “bom” ou “muito bom” aos aeroportos. Numa escala que considera notas de um a cinco, a média destes terminais passou de 3,86 para 4,16.
No 4º trimestre de 2015, 12 foram considerados “bons” e “muito bons”. O Aeroporto de Manaus (AM) foi o que mais evoluiu em relação a si mesmo nestes três anos. Saiu de uma nota 3,3 na primeira rodada para 4,19. Guarulhos e Campinas, ambos em São Paulo, seguem em segundo e terceiro lugares na maior evolução dos 15 aeroportos desde 2013.

O levantamento mostra ainda que o aeroporto de Curitiba alcançou, em uma escala de 1 a 5 do quesito, satisfação geral do passageiro, a maior nota da série histórica, de três anos: 4,52. O aeroporto de Cuiabá teve a pior avaliação.

Autoridades avaliam temporada de verão em SC

Autoridades municipais, conselheiros e o trade turístico participaram na tarde de quarta-feira, 27, de uma reunião para avaliar a temporada de verão 2015/2016. O encontro, realizado na Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), em Florianópolis, foi liderado pelo secretário Filipe Mello, que apresentou números sobre a movimentação turística até o momento.
Dados como a ampliação da ocupação hoteleira no litoral e no interior, do número de voos, ônibus e a movimentação nas fronteiras atestam que Santa Catarina está tendo uma das melhores temporadas já registradas, apesar da atual realidade econômica. O secretário pontuou ainda a importância de considerar todo o Estado como um produto turístico e não apenas o litoral. Piratuba e Itá, na região Vale do Contestado, por exemplo, registraram 100% de ocupação hoteleira nas primeiras semanas de 2016. “Vamos continuar investindo na promoção do Estado inteiro, que, com sua diversidade de atrativos, oferece opções para todos os gostos e públicos”, afirmou. O secretário também defendeu, junto aos prefeitos, a otimização dos recursos municipais para possibilitar mais investimentos em infraestrutura.
Em relação à balneabilidade das praias, que vem sendo destaque na mídia nas últimas semanas, o secretário frisou que é preciso fortalecer os investimentos em infraestrutura turística de forma sustentável. “Todos precisam cumprir suas responsabilidades, acima de tudo melhorar o que não está dando certo e aprimorar o que é positivo”.
Apesar do impacto negativo causado pelos pontos de coleta impróprios em alguns balneários, o presidente do Conselho Estadual de Turismo (CET), Ricardo Stodieck, comentou aspectos que continuam fazendo de SC um excelente Estado: “A qualidade do turismo, aliada ao câmbio favorável para os estrangeiros, possibilitou que tivéssemos uma temporada extraordinária em diversas regiões”.
Prefeitos de cidades das regiões turísticas Grande Florianópolis, Costa Verde e Mar e Encantos do Sul marcaram presença na reunião e destacaram os números da temporada. O prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior, reiterou o saldo positivo, ainda que parcial. Segundo ele, a movimentação financeira cresceu 30%, e o volume de resíduos sólidos coletados pela Companhia de Melhoramentos da Capital (Comcap) aumentou 50%, o que é reflexo de um fluxo de pessoas maior em relação ao mesmo período da temporada passada. Cesar defendeu que Santa Catarina tenha um plano de investimento em infraestrutura turística, com aporte financeiro federal e estadual e que englobe, além da balneabilidade, questões cruciais como a mobilidade.
Palhoça também viu o movimento do turismo duplicar nesta temporada. Com mais investimentos para facilitar a vida dos banhistas (como chuveiros e iluminação), o prefeito Camilo Martins endossou a preocupação com a mobilidade. “Para nós este é o grande problema. Ou encontramos uma alternativa, ou o turista vai deixar de vir para cá porque não consegue chegar nas praias”, alertou.
Para a prefeita de Bombinhas, Ana Paula da Silva, a atual temporada está se confirmando como a melhor dos últimos anos. Com a lotação dos meios de hospedagem formais e informais (aluguel de casas), há turistas pernoitando nos automóveis à espera de vagas e moradores estão alugando até quartos em suas residências para os visitantes, fato inédito na cidade, segundo ela.
Essa situação se repete em Itapema, afirmou o prefeito Rodrigo Bolinha. “Estamos com 100% dos meios de hospedagem ocupados”, disse. Para ele, a infraestrutura é maior desafio para o futuro, com destaque para as melhorias no aeroporto de Navegantes, que atende a região turística Costa Verde e Mar e o Vale do Itajaí.
O prefeito de Balneário Camboriú, Edson Piriquito, também ressaltou o fluxo de visitantes nesta temporada e o impacto econômico que o município já sente. “A cidade está lotada. O comércio e os serviços estão com grande movimento. Estamos muito satisfeitos com a forte presença dos turistas”, destacou.

Estiveram ainda presentes o vice-prefeito de Porto Belo, Giovanni Paolo Voltolini, o prefeito de Governador Celso Ramos, Juliano Duarte e o prefeito de Laguna, Everaldo dos Santos.

Festuris busca capacitação em Turismo de Luxo

Buscando ampliar conhecimentos sobre o mercado de turismo de luxo, o diretor do Festival de Turismo de Gramado (Festuris), Marcus Vinicius Rossi e a Assistente Comercial, Verônica Silva, participaram do curso da ESPM em São Paulo, Estratégias e Gestão do Turismo de Luxo, ministrado pela gaúcha e especialista no assunto, Gabriela Otto. O objetivo do curso é compreender a dinâmica do segmento turístico de luxo em âmbito nacional e internacional.

Mesmo responsável por 25% de toda a receita gerada com o turismo mundial, o turismo de luxo representa apenas 3% do movimento de turistas, que gastam em média oito vezes mais que um turista convencional, segundo dados da OMT.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Rota das Emoções recebe incentivo da Embratur

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e os Estados do Maranhão, Piauí e Ceará vão incentivar operadores e empresários do turismo a investir na Rota das Emoções, roteiro turístico que passa por 14 cidades do Nordeste brasileiro. O esforço conjunto acontecerá durante a ITB Berlim, maior feira de turismo de aventura do mundo, que será realizada em março. A ideia, proposta pelo presidente do Instituto, Vinícius Lummertz, foi aprovada pelos governadores e pelo secretário executivo do Ministério de Turismo, Alberto Alves, durante solenidade de relançamento do projeto, em São Luís.
Na oportunidade, os Estados oficializaram a reativação da Agência de Desenvolvimento Regional Sustentável (ADRS), que visa promover, capacitar e fortalecer as unidades federadas envolvidas. "Essa rota, com toda sua potencialidade de belezas naturais e de adequação ao turismo de aventura, é um produto com grande capacidade de aceitação no mercado internacional. A retomada do consórcio entre os estados e da agência executiva é um importante passo para atrair investidores e operadores de viagem em geral", afirmou Lummertz.
Lummertz sugeriu a realização de roadshows para apresentar a Rota das Emoções tanto pelo país quanto no exterior. O presidente da Embratur também indicou apoio no esforço de divulgação e de utilização de ferramentas digitais para alavancar o roteiro, estratégia amplamente utilizada pelo Instituto para alcançar turistas em todo o mundo. “Esse é um produto que pode fidelizar ainda mais turistas e o Nordeste tem grande potencial de atração dos visitantes estrangeiros que procuram sol, praia, natureza, ecoturismo e aventura”, enfatizou o presidente do Instituto.
Rota das Emoções
A Rota das Emoções integra 14 municípios do Maranhão, Piauí e Ceará, envolvendo praia, ecoturismo e aventura. Por meio dela, é possível vivenciar a cultura e culinária do povo nordestino, além de visitar paraísos naturais, como o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA), a Área de Proteção Ambiental do Delta do Parnaíba (PI) e a Praia de Jericoacoara (CE). Esses locais são ideiais para a prática do windsurfe e aventura em veículos 4x4. O roteiro é resultado do Projeto da Rede de Cooperação Técnica para a Roteirização, implementado pelo Sebrae e pelo Ministério do Turismo.
O posicionamento da Rota das Emoções está inserido no esforço de promoção, marketing e apoio à comercialização do País no exterior, previsto na agenda da Embratur. Entre as diversas ações desenvolvidas em 2015, foi promovida press trip para divulgar o roteiro na Itália. A estimativa é que o programa tenha atingido mais de quatro milhões de espectadores da maior rede de TV aberta daquele País, a RAI TV.

“A Rota das Emoções, que reúne três importantes estados da região, tem tudo para ser um dos principais destinos de ecoturismo do Brasil. Este momento marca a retomada das ações conjuntas dos governos para desenvolver esta importante região para o turismo nacional”, disse o governador do Maranhão, Flávio Dino.

Viagens domésticas, a grande aposta do turismo brasileiro

Após a divulgação da redução dos gastos de brasileiros no exterior pelo Banco Central, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, afirmou que o recuo de 32% do montante gasto por turistas do Brasil em outros países era esperado, uma vez que o aumento do dólar e a melhoria da competitividade dos destinos brasileiros vêm mudando o comportamento dos viajantes e o turismo doméstico ganhou força no país.
“Temos verificado mês a mês que a intenção de viagens ao exterior tem recuado e que os brasileiros vêm optando cada vez mais por destinos nacionais. Acredito que essa mudança tenha inúmeras razões, mas sem dúvida a alta do dólar e a melhoria na infraestrutura e na oferta de nossas cidades contribuíram para isso. Temos variadas opções dentro do Brasil, para quem quer curtir destinos de praia, culturais, gastronômicos, para quem quer vivenciar novas experiências e apreciar nossa rica biodiversidade”, afirmou.
Para Henrique Eduardo Alves, o que deixou de ser gasto lá fora pode impactar positivamente a economia do país. “A diferença entre o que foi gasto em 2015 e 2014 é de mais de US$ 8 bilhões. No câmbio atual, são mais de R$ 32 bilhões e uma parte desse valor pode ficar no país e movimentar a economia turística doméstica. É uma oportunidade de atrair e cativar um público diferenciado para todos que trabalham no setor”.    
BALANÇA COMERCIAL DO TURISMO
De janeiro a dezembro do último ano, os estrangeiros deixaram US$ 5,844 bilhões no Brasil enquanto os brasileiros gastaram US$ 17,357 bilhões no exterior. A diferença gerou um déficit de US$ 11,513 bilhões frente aos US$ 18.724 bilhões negativos de 2014. É o menor montante desde 2010, quando o valor ficou em US$ 10,704 bilhões negativos. O principal motivo do recuo foi a redução significativa nos gastos dos turistas brasileiros fora do Brasil. O montante passou de US$ 25,567 bilhões para US$ 17,307 bilhões, uma retração de 32%.

A receita do Brasil com a entrada de dólares pelo turismo também caiu. Passou de US$ 6.843 bilhões para US$ 5.844 bilhões, uma retração de 14,6%. De acordo com a análise técnica, a queda é fruto da valorização do dólar frente ao real e ao aumento do fluxo turístico gerado pela Copa do Mundo Fifa de 2014.

Guarujá lança o guia turístico "RoteiroBR"

A Prefeitura de Guarujá, em parceria com o Guarujá Convention & Visitors Bureau, acaba de lançar o guia turístico “RoteiroBR Guarujá o Ano Inteiro!”, que visa ser uma importante ferramenta para a divulgação das atrações culturais e históricas .
A quarta edição comemora a ocupação plena neste verão 2016. O GCVB revela o crescimento dos meios de hospedagem e calcula o valor de média de três hóspedes por apartamento e cerca de nove mil leitos que circulam por mês no destino, com mais de 810 mil pessoas. A estimativa é de manter a elevada taxa de ocupação nos resorts, hotéis e pousadas até depois do Carnaval.
Com o momento de crise, considerando que o ano de 2016 requer cautela nos gastos e nos investimentos durante as férias, o guia oferece informações confiáveis, que auxiliam o leitor a procurar as melhores opções para desfrutar do que existe de melhor na “Pérola do Atlântico”.
“Com uma nova proposta visual e textual, mais moderna e atraente servirá de modo especial à promoção da cidade no Brasil e exterior”, afirma João Carlos Pollak.
Está no DNA do destino a qualidade turística. Os mesmos turistas, que consomem e produzem impostos em Guarujá garantem empregos para o setor de serviços e aumentam a arrecadação tributária para o município, por isso, valorizam atrativos complementares para as suas atrações naturais.
Guarujá oferece a melhor oferta hoteleira do litoral paulista e avalia o seu desenvolvimento na relação custo-benefício ou preço-qualidade, em consequência da crescente procura gastronômica, hoteleira e de entretenimento. O município possui também resorts, sendo dois cinco estrelas beira-mar, hotéis de rede independentes e pousadas que atendem a diferentes perfis de bolsos. “O aumento da procura de hoteís demonstra o investimento do município. Impulsionado por esse fator, mais um hotel em breve será inaugurado (bandeira da Accor Hotels)”, revela João Carlos Pollak, presidente do Guarujá Convention & Visitors Bureau.
Além dessas opções, vale destacar que a Praia do Tombo e a Marinas Nacionais, em Guarujá, são atrações brasileiras que são excelência em balneabilidade, pois possuem a Bandeira Internacional Azul, atribuída pela Foundation for Environmental Education (FEE), da Dinamarca.
“Nesta publicação, lançada para a temporada de verão 2015/2016, além do conteúdo estar completamente atualizado, incrementos como a iconografia das praias que facilitarão o acesso aos atrativos naturais para os turistas brasileiros e estrangeiros”, comenta Eunice Leão Grötzinger, secretária de Turismo de Guarujá.

O lançamento do guia, com tiragem inicial de 30 mil exemplares e previsão de chegar a cem mil impressões até o final o 2017, marcará também a apresentação da nova marca RoteiroBR, cujo conceito, em breve, poderá ser conferido no novo portal turístico, além de outros produtos da MW Editora.