quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Ministro abre o Congresso da Abrajet em Sergipe

O ministro do Turismo, Marx Beltrão, ao lado do governador de Sergipe, Jackson Barreto, participou na última quarta-feira, dia 16, da abertura no XXXIV Congresso Nacional da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo - Abrajet, em Aracaju. Durante os dias 15 a 19 de agosto, a capital sergipana recebe profissionais da área de todo o Brasil e de alguns países da América Latina para discutir as questões do segmento.
Para o governador, receber os jornalistas especializados em turismo amplia as possibilidades de divulgação do Estado como destino turístico.  "Trazer esses jornalistas, já é por si só a maior divulgação. Ao possibilitarmos que Aracaju seja o foco desse encontro de jornalismo, despertamos a atenção do mundo do turismo para nosso Estado, é, sem dúvida alguma, uma grande divulgação de Sergipe e de Aracaju no cenário nacional e internacional".
O presidente da seccional da Abrajet em Sergipe, o jornalista Nairson Socorro, também enalteceu os benefícios do evento. "É uma oportunidade ímpar para qualquer Estado da federação porque é um evento que reúne jornalistas de quase todos os Estados brasileiros e do exterior que vão conhecer Sergipe e divulgar o nosso Estado antes, durante e depois do evento. Depois que os jornalistas conhecerem nossas potencialidades e riquezas eles farão as divulgações em seus veículos. Já temos clipagem de matérias que saíram no Uruguai, Argentina. Um jornal do Grande ABC, de São Paulo, traz uma matéria de página inteira falando sobre nossas riquezas, dando destaque à nossa cultura, à nossa renda irlandesa, folclore, isso é muito importante. O resultado disso tudo é imensurável, porque turistas virão nos conhecer a partir da curiosidade despertada pelas reportagens dos profissionais que participam deste congresso. Além disso, fortalece a seccional de Sergipe. É uma vitória de todos os abrajetianos sergipanos e de todo o povo de Sergipe que recebe um evento deste porte".
O governador Jackson Barreto, destacou também do quanto o governo tem trabalhado para obtenção de recursos e viabilização de obras que proporcionem o fortalecimento do turismo no Estado. "Temos cerca de R$ 40 milhões em obras a serem licitadas até o final do ano para investimento no turismo. Através do Prodetur, até o mês de outubro, estamos conseguindo R$ 12 milhões para divulgação do destino Sergipe. Sendo que, segundo o ministro do Turismo, no ano passado foram destinados R$ 18 milhões para a divulgação turística do Brasil. Trabalhamos para viabilizar a modernização do nosso aeroporto, conseguimos baixar o preço do querosene para ampliar o número de escalas no Estado e teremos o primeiro voo  internacional direto saindo da nossa capital em novembro, são grandes conquistas".
O Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) é uma linha de crédito entre o governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento no Brasil (BID), que proporciona que o governo de Sergipe fortaleça a economia e o desenvolvimento social do Estado por meio do turismo e consolide a gestão setorial cooperativa e descentralizada, oportunizando um modelo de desenvolvimento turístico a partir do qual os investimentos respondam tanto às especificidades locais quanto a uma visão integral do turismo no Brasil. Para Sergipe, são destinados US$ 100 milhões (mais de R$ 300 milhões) para infraestrutura turística. Cabe ao BID o financiamento de US$ 60 milhões, sendo US$ 40 milhões de contrapartida estadual.
O ministro do Turismo, Marx Beltrão, elogiou a hospitalidade do povo sergipano e falou das potencialidades turísticas do Estado. "Sergipe tem um potencial turístico fascinante, belezas naturais incomparáveis. Já Aracaju é uma cidade limpa, organizada, hospitaleira, aqui as pessoas, como bons nordestinos, sabem receber bem os seus visitantes. Com toda parceria que a gente está fazendo com o governo do Estado, a perspectiva é que, em um futuro próximo, Sergipe possa despontar no cenário nacional com o avanço do turismo. Ações como essa da Abrajet também colaboram para isso. Esse evento é muito importante para o turismo nacional, pois todos da associação de jornalistas do turismo estão reunidos para discutir as políticas das áreas. Nós não poderíamos deixar de estar juntos para ouvir todas as reivindicações e dar as soluções em um curto espaço de tempo para que o turismo possa crescer e avançar", disse.
De acordo com Marx  Beltrão, a expectativa de crescimento do setor para o próximo ano, a partir das ações do Ministério, é muito positiva. "Com o plano Brasil Mais Turismo, que lançamos no mês de abril, a perspectiva é que, nos próximos cinco anos, coloquemos mais de 40 milhões de brasileiros no mercado de turismo interno e aumentemos de 6,5 milhões de turistas  internacionais para 12 milhões, gerando mais de  2 milhões de empregos no Brasil inteiro. Estamos muito otimistas, muito felizes com tudo aquilo que estamos planejando ", anunciou.
O evento também celebra o 60º aniversário da Abrajet e os 28 anos da seccional sergipana da associação. O governo de Sergipe, através da secretaria de Estado do Turismo, apoia a realização do evento, ressaltando a  oportunidade que o Estado  tem de gerar mídia espontânea sobre sua cultura e sobre o turismo local, como afirma o secretário de Estado do Turismo de Sergipe, Fábio Henrique.

Além do Governo, outras entidades também apoiam o evento tais como: o Aracaju Convention & Visitores Bureau-AC&VB, a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira-Abih/SE, as Prefeituras de Aracaju, de Estância, Canindé de São Francisco, São Cristóvão e Laranjeiras, do Sindicato dos Guias de Turismo do Estado de Sergipe-Singtur/SE e da Associação Brasileira de Agentes de Viagens-ABAV/SE.  

MTur destina verba para divulgação da região Sul

O ministro do Turismo, Marx Beltrão (foto), confirmou ao secretário de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina, Leonel Pavan, e ao presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, durante reunião do Conselho Nacional do Turismo, em Brasília, que vem ao Estado nos próximos dias 24 e 25 para lançar oficialmente o projeto “O Sul é meu destino”, movimento deflagrado em Santa Catarina para promoção nacional integrada das atrações turísticas da região Sul do país. O investimento inicial doMTur será de R$ 5 milhões, e a campanha deve iniciar ainda neste semestre. O volume total dos recursos envolvendo os Estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul deve chegar próximo a R$ 20 milhões, dos quais parte será investido pelos governos estaduais e iniciativa privada
A programação da visita do ministro a Santa Catarina inclui visitas à Serra do Rio do Rastro, à marina de Itajaí, ao Centro de Eventos de Balneário Camboriú e, dia 25, participação no meeting de turismo, no Beto Carrero World, em Penha, onde será assinado um termo de compromisso entre os três Estados, o Ministério e a Embratur. “O ministro Marx Beltrão abraçou o projeto junto com a Embratur, sem burocracias. Essa é uma conquista dos catarinenses e de toda a região Sul”, comemorou Leonel Pavan.
O secretário lembrou que a campanha pela região Sul é fruto de um trabalho de união de grande importância para equilibrar o que considera um tratamento hoje diferenciado em relação ao Nordeste. “Vamos fazer um trabalho conjunto e integrado para oferecer um produto que vá motivar o turista a permanecer mais tempo na região. Daí a importância dessa oferta cultural e de tantos atrativos naturais muito próximos entre si”, comentou o secretário.

A 49ª reunião do Conselho Nacional de Turismo reuniu as principais lideranças do setor. Na pauta, os avanços conquistados com a reforma trabalhista, em especial o trabalho intermitente; a regulamentação da lei da gorjeta; o andamento das medidas do Plano “Brasil + Turismo” e outros informes importantes, como as ações de qualificação, fiscalização e eventos. A novidade do encontro ficou por conta da instalação de três câmaras temáticas para discussão da Política Nacional de Qualificação Profissional, do Plano Nacional de Turismo e do Turismo Responsável.

Encatho discute papel da imprensa especializada

O Encatho & Exprotel, grande encontro da hotelaria catarinense, aconteceu de 9 a 11 de agosto, no CentroSul, em Florianópolis. Entre os assuntos que foram discutidos durante o evento, estão vendas de hospedagem, potencialidades turísticas e manutenção na hotelaria.
No painel “O que é tendência na venda de hospedagem”, que acontece no dia 11, o jornalista e diretor da Revista Hotéis, Edgar J. Oliveira falou sobre “O papel da imprensa especializada na imagem e comercialização do meio de hospedagem”.
Para Edgar, os aplicativos são ferramentas imprescindíveis na hotelaria moderna, pois além da praticidade em colocar o empreendimento em evidência, são muitos eficientes para reservas ou para comunicação rápida. Segundo recente estudo da GBTA — Global Business Travel Association, 43% dos hóspedes utilizam o app para checar o status da reserva, 43% para gerir pontos e conta de programas de benefícios e 39% para fazer reservas. Clientes com menos de 34 anos preferem usar o app para saber mais informações sobre os serviços oferecidos pelo hotel, pedir comida pelo room service e entrar em contato com os colaboradores, apesar de nem todos aplicativos oferecerem esses recursos. O Brasil está acompanhando o ritmo de crescimento global. Atualmente, 25% das reservas realizadas globalmente são feitas via aplicativo.
Para Edgar, além de uma ferramenta de reservas, os aplicativos para a rede hoteleira precisam oferecer funcionalidades que englobem a consulta e a localização de serviços gerais, informações turísticas e opções de entretenimento próximas ao empreendimento, entre outros. “O hotel que souber trabalhar estas informações recebidas gratuitamente pelos hóspedes, pode oferecer atividades e serviços personalizados, de acordo com as necessidades e expectativas de cada um e, assim, gerar mais receita”, afirmou Edgar.

O especialista também citou cases de sucessos de alguns hotéis que criaram ferramentas nos apps para se relacionar com os hóspedes, criar mimos e comodidades. Um deles é o Concierge Online, em que o hóspede pode se relacionar com vários departamentos do hotel num simples toque no aplicativo. Edgar disse que investir em um bom aplicativo custa em média R$ 15 mil, mas existem boas opções que são gratuitas e podem colaborar para quem quer iniciar e não dispõe de recursos. Outro serviço é o Chat online que permite que o visitante do site do hotel entre no aplicativo para escrever e conversar, em tempo real, com um atendente de reservas do hotel, tirando dúvidas sobre a hospedagem, preços, disponibilidades, entre outros questionamentos. Este é um pequeno resumo do que foi debatido no painel que encerrou a 30ª edição do Encatho & Exprotel.

Vem aí o Roteiro Gastronômico Sabores de Porto Belo

A cidade de Porto Belo, no litoral de Santa Catarina, é conhecida pelas suas belas paisagens e também pela gastronomia que agrada até aos mais exigentes paladares. São restaurantes, cafeterias, bares e lanchonetes que encantam quem passa pelo local. Pensando em todos estes atrativos, a cidade dá início aos preparativos da quarta edição do Roteiro Gastronômico Sabores de Porto Belo, que acontecerá de 15 de setembro a 31 de outubro. O evento é realizado através de uma parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Santa Catarina (Sebrae/SC), a prefeitura e a fundação municipal de turismo de Porto Belo.
Para esta edição estão inscritos 21 estabelecimentos. No Roteiro Sabores de Porto Belo, os participantes elaboram um prato único e especial, que estará sendo comercializado com valores entre R$ 15 a R$ 100. Além disso, para participar do Roteiro, os chefs precisaram pesquisar muito bem a cultura local e incluí-la na elaboração do cardápio. Peixes, temperos, especiarias, tudo tem de ter a cara e o jeito da cidade litorânea e o prato oferecido deve ser um lançamento no cardápio do restaurante.
Abrangente, a lista de estabelecimentos que irão participar do Roteiro Gastronômico Sabores de Porto Belo inclui: Araçá Silvestre, Armazém Bistrô, Cantinho do Caldo, Docas Burger, Dona Maria, Empadas Porto Belo, Garagem da Pizza, Hanabi Sushi, Ilha de Pirão, Mar Doce Lar, Maria Chorona, Mirante Caixa D’Aço, Morro do Sol, Panela de Barro, Petisqueira do Nelinho, Ponto 10, Porto do Gaia, Pub do Alemão, Refúgio do Estaleiro - Pizzaria, Refugio Estaleiro - Restaurante e Tatuíra.
O Gestor de Projetos do Sebrae/SC, Celso Pirmann, acredita que a parceria com a Prefeitura de Porto Belo resultará, certamente, em sucesso, assim como nas três edições anteriores do roteiro. “ Mostra os verdadeiros sabores da região, da cidade de Porto Belo, valorizando a sua cultura e o que tem de melhor na gastronomia da cidade”, diz.

Fomentar a vinda de visitantes de outras regiões num período ainda considerado de baixa temporada, além de implementar a atividade econômica, aumentando as receitas do comércio local, é o que busca a Fundação Municipal de Turismo, nesta parceria com o Sebrae/SC. A presidente da autarquia, Zene Drodowski, assegura que “os resultados são extremamente positivos, principalmente para os estabelecimentos participantes, pois faz com que os locais participantes do Roteiro Gastronômico e também toda a cidade, tenha movimento num período em que o fluxo de turistas é pequeno”.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Bombinhas quer atrair mais turistas argentinos

O workshop Bombinhas Fantástica acontecerá no próximo dia 31 de agosto, no hotel NH Panorama, na cidade de Córdoba, interior da Argentina. A região é a principal emissora internacional de turistas para Santa Catarina. O evento é uma iniciativa do receptivo Casa do Turista e conta com a participação de 20 hotéis, pousadas e atrativos da cidade catarinense. Reunirá imprensa, operadoras e agências de turismo de Córdoba. O objetivo é aumentar o número de turistas para Bombinhas, ao mostrar que, além de belas praias, a cidade é um destino turístico dinâmico, que oferece experiências e atrativos relevantes para todas as épocas do ano.
O Estado de Santa Catarina recebe anualmente mais de 1 milhão de turistas argentinos. As visitas são concentradas nos meses de verão. Os principais destinos são Balneário Camboriú, Florianópolis e Bombinhas. Bombinhas é o menor município de Santa Catarina e, apesar do tamanho reduzido, se consolidou como um dos principais destinos turísticos do Sul do Brasil. Recentemente recebeu o prêmio de cidade mais bonita de Santa Catarina pela Expedia, uma das agências de turismo online no planeta.
O evento foi idealizado por Antônio Carlos Lopes, diretor do receptivo especializado em Bombinhas Casa do Turista. As principais operadoras de turismo de Córdoba e a Associação Cordobesa de Agências de Viagem (ACAV) aderiram ao projeto. Empresas como DIV Operadora, Empartur Operadora, KMB Operadora e TN Operadora, além de confirmarem presença, estão convocando suas respectivas agências de turismo campeãs de venda.
A rede hoteleira de Bombinhas é formada principalmente por pousadas e pequenos hotéis. Será representado por: Bombinhas Praia Apart Hotel,
Cabanas Porto Belo, Estalagem Dom Pablo, Hotel e Spa Bombinhas Summer Beach, Pousada Bora Bora, Pousada Brisa do Mar, Pousada Canto das Pedras, Pousada Garatéia, Pousada Oceânica Zimbros, Pousada Vale Del Sol, Pousada Vila do Bosque e Pousada Retiro das Ilhas.
Além dos meios de hospedagem o Parque Aquático Porto das Águas, operadoras de escunas, Safari de Bombinhas e o próprio receptivo Casa do Turista.

O evento conta com o apoio do órgão oficial de promoção turística de Santa Catarina (SANTUR), além da Secretaria de Turismo de Bombinhas, da Associação Empresarial de Bombinhas e da Associação Cordobesa dos Agentes de Viagem, entidade que agrega mais de 1.200 agências de viagem.

Estrangeiros aprovam turismo no Brasil

O Ministério do Turismo divulgou no último dia 13 a pesquisa realizada com 37.634 turistas internacionais que estiveram o Brasil em 2016. Os estrangeiros avaliaram 16 itens de infraestrutura e serviços turísticos, como: hospitalidade, alojamento, gastronomia, aeroportos, segurança, limpeza, sinalização turística, entre outros. À exceção da categoria ‘telefonia e internet’, que foi aprovada por 69,6% dos entrevistados, os demais 15 itens tiveram avaliações superiores à 72%, com destaque para hospitalidade (98%), alojamento (95,7%), gastronomia (95,4%) e restaurantes (95%). A avaliação final da experiência no Brasil foi muito positiva para 87,7% dos entrevistados e 95% dos estrangeiros têm intenção de voltar ao Brasil.
Se considerada a série histórica, 14 itens superaram as avaliações do questionário aplicado há cinco anos – com destaque para os aeroportos que, em 2012, foram aprovados por 73% dos turistas e, em 2016, conseguiram atingir 89,9% de aprovação – um crescimento de 23%.
“As obras de infraestrutura e as iniciativas de qualificação, adotadas principalmente para os grandes eventos, já estão dando frutos. Essa pesquisa demonstra que nossos destinos estão mais estruturados para receber os turistas. Com isso, o Brasil se torna cada vez mais competitivo no cenário global”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.
Ainda segundo a Demanda Internacional, 56,8% dos turistas que visitaram o Brasil em 2016 vieram da América do Sul, um crescimento de 32,2% em cinco anos. Os argentinos seguem na liderança absoluta entre os vizinhos, representando 34,9% do total de visitantes no país. O segundo principal emissor são os Estados Unidos que, em 2016, enviou pouco mais de 570 mil turistas para o Brasil.
Porém, apesar de representarem maioria entre os estrangeiros que nos visitam, os sul-americanos gastam pouco em nosso país. A pesquisa revela que os turistas provenientes dos países europeus e dos Estados Unidos tem um gasto per capita, de aproximadamente o dobro do verificado entre os visitantes da América do Sul, com destaque para os norte-americanos que gastaram US$ 1.234, quase 2,2 vezes mais que os argentinos, US$ 548,92.
Por isso, o Ministério do Turismo trabalha, em parceria com o Ministério de Relações Exteriores, na implantação do visto eletrônico para atrair ainda mais norte-americanos ao Brasil. O benefício irá contemplar, também, turistas da Austrália, Japão e Canadá.


Sandri Palace Hotel inaugura nova torre

Sandri Palace Hotel, um dos mais tradicionais da cidade e localizado no centro de Itajaí (SC), completa 38 anos em 2017. Em comemoração à data, o empreendimento está inaugurando sua nova torre, mais ampla, moderna e sofisticada.
De acordo com Giovani Adam Sandri, diretor comercial e administrativo do Sandri Hotéis, o objetivo com a ampliação é deixar o Sandri Palace Itajaí mais moderno e elevar o padrão de acordo com tendências mundiais, sem acrescentar custos adicionais para os clientes.
Cada detalhe da nova torre foi pensado para melhorar a experiência dos hóspedes de modo pioneiro em Santa Catarina”

A nova torre, ou torre B, foi inspirada nos melhores hotéis do mundo. Foi realizado um estudo pelas principais metrópoles mundiais para trazer a Itajaí o que há de melhor no setor de hotelaria.

Paraná cria o roteiro Caminhos do Mate

Três empresas de São Mateus do Sul, a 150 km de Curitiba, promovem a partir de agosto um passeio turístico inspirado pela erva-mate, um dos principais produtos do município do sudeste paranaense.
O roteiro Caminhos do Mate  começa no Hotel Dom Leopoldo, um dos organizadores da rota, de onde partem as visitas a atrações turísticas como a Igreja Matriz São Mateus e o Chimarródromo — um espaço para rodas de chimarrão instalado na praça central da cidade.

Além de atrativos históricos ligados à produção de erva-mate, à colonização e à imigração, o passeio inclui uma visita à Ervateira Baronesa, também responsável pela criação do Caminhos do Mate. Lá serão apresentados ervais certificados com Indicação de Procedência — IG-Mathe, a primeira indicação geográfica para erva-mate no país, que reconhece produto da região a exemplo do que fazem as certificações do Vale dos Vinhedos no Rio Grande do Sul e da cachaça de Salinas em Minas Gerais.

Santa Catarina lidera ranking de hospedagem

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Santa Catarina tem a maior capacidade de hospedagem do país, se considerada sua população. Isso significa que o Estado apresenta o maior número de leitos e unidades habitacionais (suítes, quartos, chalés) por 100 mil habitantes do Brasil. O objetivo do levantamento, em convênio com o Ministério do Turismo, é obter um diagnóstico dos principais aspectos da rede hoteleira nacional. No Estado, são 819 unidades habitacionais e 2.125 leitos por 100 mil habitantes.
Para o presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Blumenau e Região (SIHORBS), Emil Chartouni Neto, a diversidade de produtos e destinos turísticos à disposição dos turistas é o principal motivo para o estado liderar esse ranking, como a Oktoberfest, que movimenta anualmente os seus associados.  “Da Serra ao Litoral, oferecemos muitas opções. Nós temos, por exemplo, turismo rural, turismo de aventura, as nossas festas de outubro, turismo de Inverno. Nosso Estado é privilegiado. Nas quatro estações do ano temos opções excelentes aos turistas que querem conhecer Santa Catarina”, destaca.
A presidente do Colegiado de Turismo e representante da Costa Verde & Mar, Susan Correa, acredita que este é o resultado de muito trabalho e dedicação de profissionais que sempre apostaram no potencial turístico do Estado, inclusive seguindo tendências. “É importante relembrar que esta expansão iniciou na década de 60 com a ascensão do turismo em Santa Catarina. Nesta época surgiram os primeiros hotéis com mais de 100 leitos e estes passaram a expandir os atrativos internos para atraírem ainda mais visitantes. Em função disso a nossa rede hoteleira passou a ser tão consolidada. Mais atualmente, falando da diversidade de hospedagem, há pousadas, hostel e mais recentemente o Airbnb que acabaram se somando a todos os equipamentos hoteleiros e agregando ainda mais atrativos e serviços de interesse turístico”, frisa.
Essa variedade de atrações e as possibilidade de visitar Santa Catarina durante todo o ano faz com que o trade turístico se especialize para oferecer ao turista uma experiência completa, com atrativos de encher os olhos e atendimento primando a excelência.  “Por ter consciência de todo o potencial turístico do nosso Estado, levamos o turismo muito a sério. Investimos sempre em uma estrutura cada vez melhor e diferenciada e em treinamento de toda a equipe porque entendemos que esses são fatores importantes na hora de escolher um destino e, principalmente, retornar a ele. Esse sentimento e esforço, compartilhados entre todos os envolvidos com o setor em Santa Catarina, trazem resultados como o revelado na pesquisa”, exalta a gerente geral do Fazzenda Park Hotel, Cássia Treuk.

Em Santa Catarina, são 1.782 estabelecimentos de hospedagem (5,7% do total do país); 56.573 unidades habitacionais (5,6%), e 146.837 leitos (6,1%). Do total de estabelecimentos, 44,8% são hotéis, 36,9% pousadas e 9,5% motéis e 8,8% outros.  Não foram considerados itens como aluguel de imóveis por temporada ou casas de parentes e amigos. O maior percentual de estabelecimentos do Estado (32,1%) são de menor porte, com 10 a 19 quartos ou chalés.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

GJP confirma hotel no Beto Carrero World

O principal parque temático do Brasil, o Beto Carrero World, está próximo de confirmar mais um passo importante em sua expansão. O presidente da GJP, Guilherme Paulus (foto), confirmou ao M&E que mantém negociações com o parque para a construção de um hotel no complexo e que os últimos detalhes estão sendo definidos para que o contrato seja firmado.
“Estamos em negociações finais com o Beto Carrero e a construção deve começar neste ano”, afirmou Paulus. De acordo com o empresário, o empreendimento ficará dentro do complexo do parque, localizado em Penha, no estado de Santa Catarina. “Este projeto é antigo. Eu era muito amigo do Beto e sempre conversamos sobre isso. Já estamos negociando há muito tempo”, complementou.
De acordo com Paulus, a primeira etapa do projeto prevê 160 apartamentos. Mas, mesmo antes do início da construção, já há planos de ampliação, com mais 500 acomodações em um segundo momento. Ele confirmou ainda que o empreendimento será um resort com o público alvo de famílias.

A GJP Hotels & Resorts conta com 20 hotéis em operação em 11 estados brasileiros, somando mais de 3 mil apartamentos. A rede trabalha com quatro bandeiras: Wish (5 estrelas), Prodigy (4 estrelas) e Linx (hotéis econômicos) e tem mais de 1,8 mil colaboradores. O Beto Carrero World foi eleito recentemente o sétimo melhor parque temático do mundo, segundo levantamento feito anualmente pelo TripAdvisor.

SC, o melhor Estado do Brasil para viajar

Santa Catarina conquista novamente o título de melhor Estado para viajar no Brasil, alcançando pela décima vez o maior número de votos no 17º prêmio “O Melhor de Viagem e Turismo 2017/2018”, promovido pela revista Viagem e Turismo, da Editora Abril. Além do estado, Florianópolis foi eleita como o melhor destino de praia do país e o Beto Carrero World ganhou na categoria “Parque temático”.
O questionário para participação dos leitores esteve disponível na Internet entre os dias 24 de fevereiro e 19 de junho de 2017. Na pergunta “Qual o melhor Estado do Brasil para viajar na sua opinião?”, Santa Catarina recebeu o maior número de menções.
O secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, associa o prêmio aos investimentos do Governo e da iniciativa privada para melhorar a infraestrutura, além das ações de promoção turística. “Na divulgação destacamos a riqueza do nosso estado, que inclui diversidade cultural e étnica, belezas naturais e variada gastronomia. Resultado disso é que o número de visitantes cresce cada vez mais e, consequentemente, o turismo se consolida como uma importante força econômica do Estado”, comemora.

Santa Catarina foi a campeã na primeira edição do prêmio, lançado em 2001.   Depois, venceu por sete anos consecutivos, entre 2007 e 2013, na categoria “Melhor Estado” e voltou a ser destaque nacional na edição 2015/2016.

Meeting Brasil 2017 acontece em agosto

Mais uma vez, o empresário Jair Pasquini levará o turismo brasileiro para ser promovido nos principais mercados da América do Sul. O Meeting Brasil 2017 começa no dia 15 de agosto em Córdoba, na Argentina. Depois segue para Buenos Aires (17), Lima, no Peru (22) e Bogotá, na Colômbia (24). Os eventos contarão com a participação de 45 empresas brasileiras, que terão a oportunidade de encontrar as principais agências e operadoras destes países.
“Fazemos este evento há 14 anos. O nosso público-alvo são as operadoras e agências que trabalham com o Brasil, além daquelas que têm interesse em abrir este mercado”, explicou Pasquini, que visitou a sede do M&E em São Paulo nesta quarta-feira (05). “Os nossos parceiros recebem o mailing dos convidados com antecedência para agendarem as reuniões”, complementou.
O executivo falou também sobre a dinâmica do evento. Na primeira hora, as empresas brasileiras têm reuniões privadas com os operadores. Em seguida, o evento é aberto para as agências de viagens. “Proporcionar esta proximidade é o nosso grande diferencial. As empresas brasileiras têm acesso direto aos maiores vendedores do destino Brasil”, contou.
Pasquini acredita que o evento de Buenos Aires – pelo tamanho do mercado– será o que mais atrairá público. Ele espera 250 visitantes na capital argentina e 220 em Córdoba. Em Bogotá e Lima ele espera entre 180 e 200 participantes. “O interesse pelo nosso evento é muito grande, porque eles sabem que encontrarão produtos, não apenas informações institucionais”, ressaltou. “As agências e operadoras da América do Sul são carentes de informações e de material sobre o Brasil”, frisou.

Sobre as próximas edições, o empresário destacou a exploração de outros mercados, como Uruguai e Paraguai, por exemplo. Ele explicou que, mesmo menores, são países que têm demanda e que podem ser rentáveis para os hotéis e receptivos brasileiros. “Também pensamos em ampliar para a Europa, inclusive por meio de novas parcerias”, finalizou.

Conselho Estadual de Turismo tem novos membros

Acontece na segunda-feira, 10, a cerimônia de posse da nova composição do Conselho Estadual de Turismo, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte. O evento será realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em Florianópolis, a partir das 13h30.
 O colegiado é formado por representantes das regiões turísticas e da sociedade civil organizada, incluindo as entidades que compõem o trade turístico, além do presidente da Santur, que é membro nato. O grupo continuará sendo presidido por Rogério Siqueira, que assumiu a função em 2016 e segue no biênio 2017/2019. Siqueira é graduado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Propaganda e Marketing e presidente do Beto Carrero World desde 2014.
 O Conselho tem por objetivo discutir, deliberar e propor ao Secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte as diretrizes da política de desenvolvimento turístico do estado, seguindo as orientações e determinações governamentais.
 Composição:
 Rogério Siqueira – presidente e representante da Região Turística Costa Verde & Mar
Valdir Walendowsky – presidente da Santur, membro nato
 Representantes das regiões turísticas, indicados pelo Governo do Estado
 Danyelle Cristina Schemes - representante da Região Turística Grande Florianópolis
Fabrício de Medeiros Medeiros - representante da Região Turística Encantos do Sul
Rômulo Haberbeck de Oliveira - representante da Região Turística Serra Catarinense
Joice Aguiar- representante da Região Turística Caminho dos Canyons
Ivan Blumenschein - representante da Região Turística Vale Europeu
Rosicler Meyer Dedekind - representante da Região Turística Caminho dos Príncipes
Edson Ziolkowski        - representante da Região Turística Vale do Contestado
Gabriela Regina Oliveira Baptistetti - representante da Região Turística Grande Oeste
Maria Bernadete Zanin - representante da Região Turística Caminhos da Fronteira
 Representantes da Sociedade Civil
 Carlos Bogo - representante dos Agentes de Viagens e dos Transportadores Turísticos (Abav)
Volnei José Koch - representante da Hotelaria e Similares (Abih)
Lucas Schweitzer - representante das Empresas Organizadoras De Eventos (Abeoc)
Raphael Kalil Dabdab Neto - representante do Setor de Restaurantes e Outros Serviços De Alimentação (Abrasel)
João Eduardo Amaral Moritz - representante da Área do Comércio
Silvia Regina Cabral - representante dos Bachareis de Turismo (Abbtur)
Joseli Cintra - representante dos Conventions & Visitors Bureau (Fc&Vb)
Evandro Novak - representante da ABRAJET-SC
Mohamad Hussein Abou Wadi - representante dos profissionais das Instituições de Ensino Superior em Turismo e Hotelaria (Avantis).


segunda-feira, 3 de julho de 2017

Festival das Cataratas supera expectativas

O 12º Festival das Cataratas encerrou na última sexta-feira (30) em Foz do Iguaçu (PR) e tem tudo para ficar marcado na história. O evento movimentou a economia da cidade e mais uma vez bateu recorde no número de participantes. Foram 8.180, de 21 estados brasileiros e 14 países. O número é 18% superior do que o registrado no ano passado (7.043). Além disso, 227 profissionais de imprensa fizeram a cobertura do evento.
Outros recordes desta edição foram o número de caravanas (55) e o de trabalhos submetidos ao Fórum Internacional de Turismo do Iguassu (270), que já se consolidou como o principal evento técnico-científico do setor no Brasil. Além dos números, o Festival também ganhou em relevância ao reunir 10 ministros. Entre eles, o ministro do Turismo do Brasil, Marx Beltrão, e das outras nove nações da Comunidade dos País de Língua Portuguesa (CPLP).
Na solenidade de abertura, Beltrão se comprometeu em buscar solução para uma forte reivindicação local: a ampliação da cota de compras no Paraguai, aumentando o limite de isenção de impostos dos atuais US$ 300 para US$ 500. "Não sei qual o meio, mas podem ter certeza que levarei isso para Brasília. Mais do que discutir a cota, temos também que ter uma região livre de impostos, para gerar empregos e fomentar a economia de nosso País", afirmou.
O 3º Salão Mice Cataratas (Meetings, Incentives, Conferences and Exhibitions - Reuniões, Incentivos, Conferências e Feiras) reuniu organizadores, promotores e fornecedores de evento que se envolveram em debates e trocas de experiências sobre tendências na seleção de cidades-sedes e organização de eventos associativos.

Nos 209 estandes da Feira de Turismo e Negócios, 1780 expositores apresentaram mais de 1176 marcas, entre agências de viagens, operadores de turismo, empresas aéreas, meios de hospedagem e de gastronomia, destinos e atrativos turísticos de todo o Brasil e da América Latina. A África também esteve representada, com um estande de Angola. No Salão de Turismo de Compras, as lojas de Ciudad del Este, no Paraguai, ocuparam mais estandes e trouxeram atrativos para conquistar o público. Entre elas, um robô gigante, que fez sucesso entre os participantes.

Fipe terá cursos de Negócios do Turismo

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) irá oferecer um curso regular de Negócios do Turismo a partir do primeiro semestre de 2018, além de uma versão especial prevista para os sábados, a partir de outubro de 2017, dirigida a um público alvo de especialistas das cidades próximas a São Paulo. A novidade, que também inclui um workshop gratuito em agosto deste ano, foi anunciada durante a aula de encerramento da primeira turma do curso, na Unidade Paulista da entidade, na quinta-feira (29/06).
“Este curso de curta duração, avaliado por seu desempenho, corpo docente, material didático, conteúdo e apresentação, foi considerado excelente nas pesquisas realizadas junto a seus participantes, digno de continuidade para que outros possam aproveitar desses ensinamentos, orientados por prestigiosos líderes da cadeia produtiva”, comentou o presidente da R11 Travel, Ricardo Amaral.

Segundo o presidente da Reed Exhibitions Alcantara Machado, Juan Pablo De Vera, que foi palestrante e um dos alunos da primeira turma do curso, o conteúdo apresentado oferece a oportunidade de ampliar e agregar conhecimentos úteis para a área. “Os professores e palestrantes são referências de mercado nas suas áreas de atuação, e os colegas participantes se mostraram engajados e motivados a compartir suas experiências, pontos de vista, assim como em ampliar a rede de relacionamento profissional”, indicou.